CBG encerra semana de Webinário sobre retorno seguro aos treinamentos da ginástica - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

CBG encerra semana de Webinário sobre retorno seguro aos treinamentos da ginástica

Compartilhe

Com duas palestras, foi encerrada na sexta-feira (10) a série de Webinários da Confederação Brasileira de Ginástica Artistica sobre o protocolo para o retorno as atividades durante a pandemia da COVID-19. 

A nutricionista Renata Rebello e a psicóloga Carla Di Pierro deram contribuições para ampliar o repertório de informações necessárias para que a comunidade do esporte lide com o momento de retorno aos ginásios da melhor forma possível.

De que forma a nutrição pode ser proveitosa para a vida de um atleta? Renata Rebello iniciou sua exposição explicando que alimentar-se e hidratar-se corretamente pode contribuir para a melhora de performance, oferecendo substratos para a recuperação pós-treino, intensificando as aclimatações promovidas pelo treinamento e controlando a acidose induzida pelo exercício.

Indo mais além, o devido suporte nutricional, segundo a profissional, que tem experiência na natação, vela, ciclismo, triatlo, basquete e automobilismo, além da ginástica, pode auxiliar na prevenção de lesões e de doenças relacionadas a deficiências nutricionais, além de favorecer alterações benéficas da composição corporal, como a perda de gordura corporal e o ganho de massa muscular.

Adentrando o tema principal de sua exposição, o momento vivido pela comunidade da ginástica, que se prepara para voltar aos treinos nos ginásios, Renata apresentou informações colhidas de estudos científicos. “A ciência vem caminhando numa velocidade grande. O mundo foi pego desprevenido pela COVID-19, mas pode contar com a ciência para nortear nossas estratégias de redução de danos”.

A ideia da CBG é voltar aos treinos com segurança, e Renata falou sobre o grau de importância de se trabalhar com segurança alimentar. A especialista deu todos os esclarecimentos necessários para que os atletas que eventualmente tenham alterada a composição corporal façam um trabalho para retomar a forma exibida no período pré-pandemia de forma gradativa e bem estudada.

“No momento de retorno aos treinos no ginásio, o gasto energético vai aumentar gradativamente, e a ingestão de alimentos terá que corresponder a esse incremento”, destacou Renata.

Todos os cuidados devem ser adotados, segundo ela, para que se evite a chamada síndrome da deficiência energética relativa ao esporte, que pode acometer os indivíduos que tentem perder peso de forma muito brusca.

A exposição de Renata abordou diversos outros aspectos, como a inutilidade da ingestão exagerada de proteínas e a necessidade de ingestão de frutas e verduras, aliados fundamentais no combate ao aumento de radicais livres.

O ciclo de Webinários foi fechado pela psicóloga Carla Di Pierro, que trabalha com Ginástica Rítmica e Artística.

“Estamos sentindo muitas emoções, algumas positivas, outras negativas, com o advento da pandemia. Nós nos vemos com grandes pontos de interrogação à frente e com uma sensação de incontrolabilidade. Os atletas ficam sem a gratificação que as competições proporcionam. É importante aceitar essas emoções e saber que elas são válidas”, propõe a psicóloga do Comitê Olímpico do Brasil.

“Cada atleta sentiu à sua maneira a quarentena e vai sentir o retorno também. Aceite as emoções que aparecerem. Aceite onde você está e o que vem sentindo”, recomenda. “Em vez de tentar tirar essas emoções de dentro da gente, é necessário aceitá-las e ir reconstruindo a motivação”, acrescentou a estudiosa, que salientou a necessidade de formatação de rotinas adaptadas a esta etapa, incluindo tempo para os exercícios físicos, para o descanso e para o estudo.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário