Cavaleiro brasileiro do adestramento aparece agredindo pônei em vídeo e causa revolta na internet - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Cavaleiro brasileiro do adestramento aparece agredindo pônei em vídeo e causa revolta na internet

Compartilhe


O Cavaleiro Leandro Aparecido da Silva, que esteve presente nos jogos de Pequim em 2008, se envolveu em grandes problemas após um vídeo onde ele aparece agredindo um pônei. A revista 'Horse' foi a primeira a repercutir o caso que tomou as redes sociais em seguida.

Após a polêmica, o cavaleiro tratou de se justificar com uma postagem em suas redes sociais, ressaltando que a sua filha foi mordida pelo pônei momentos antes do vídeo.

"Temos um pônei que é tratado com tudo do bom e do melhor, mas atacou minha filha de 2 anos, mordeu as costas dela, deixou na carne viva. Na hora fiquei muito indignado, porque ele foi realmente maldoso. Do jeito que eu estava, no mesmo momento montei ele para tentar mostrar que ele não deveria mais ter aquele tipo de atitude. Eu estava sem chicote, sem botas ou esporas e apenas com bridão"  escreveu o atleta nas redes sociais.

Ele admitiu que "não é desta maneira o correto de corrigir", mas que, depois de ver a filha machucada, agiu errado. "Gostaria de me desculpar. Durante toda minha carreira, nunca tive nenhum episódio de má conduta, e devo toda minha vida aos cavalos"

Em nota divulgada na noite de terça(14), a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) informou que vai investigar o caso, que foi entregue ao STJD da entidade. Já a Federação Paulista de Hipismo, da qual Leandro é federado, divulgou nota de repúdio.

Leandro fez parte do grupo que disputou pela primeira vez o adestramento por equipes nos jogos de Pequim, além de estar presente nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo em 2003, Guadalajara em 2011 e m Lima em 2019, onde foi medalha de bronze na competição por equipes ao lado de João Victor Oliva, João Paulo dos Santos e Pedro de Almeida. 

Como a equipe brasileira perdeu a sua vaga para Tóquio, Leandro disputava uma vaga para os Jogos de Tóquio no adestramento no individual, mas uma possível punição o tirará de uma eventual disputa para estar na Olimpíada em 2021.

foto: Jonne Roriz/ COB


Nenhum comentário:

Postar um comentário