Dupla holandesa Brouwer e Meeuwsen mira mais uma medalha olímpica em Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Dupla holandesa Brouwer e Meeuwsen mira mais uma medalha olímpica em Tóquio

Compartilhe


A dupla de vôlei de praia holandesa Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen não esconde o desejo de conquistar o ouro olímpico nas areias de Tóquio nos Jogos do ano que vem.

"Uma medalha de ouro colocará você nos livros por muito tempo", disse Meeuwsen durante live no Facebook da Federação Internacional de Voleibol (FIVB). “Se você olhar para os grandes nomes do vôlei de praia, todos ganharam uma medalha de ouro, e é por isso que as pessoas pensam que tais nomes jogaram tão bem".

Um eventual título nas próximas Olimpíadas seria o segundo pódio olímpico dos holandeses. Brouwer e Meeuwsen, que atuam juntos desde 2011 e que foram campeões mundiais em 2013, conquistaram o bronze nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016.

Após passarem invictos pela Primeira Fase e vencerem os jogos das oitavas e das quartas, a dupla foi derrotada pelos futuros campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt nas semi-finais. Quando perguntado sobre a memória preferida de sua carreira, Brouwer citou justamente esse duelo contra os brasileiros. 

"A semifinal dos Jogos Olímpicos, na quadra de Copacabana, com 10.000 ou 11.000 brasileiros torcendo enlouquecidos pelo Alison e pelo Bruno", respondeu Brouwer. “Nossas famílias estavam no local, mas era impossível ouvi-las por causa de todos os torcedores brasileiros. Eu acho que foi um dos ambientes mais especiais e um lugar incrível para se jogar vôlei de praia”, completou.

Na sequência, os holandeses se recuperaram e venceram os russos Konstantin Semenov e Viacheslav Krasilnikov na disputa pelo bronze. Com essa vitória, Brouwer e Meeuwsen se tornaram os primeiros medalhistas olímpicos no vôlei de praia na história dos Países Baixos. 

Apesar do sonho do ouro olímpico, a dupla ainda não tem a vaga nos Jogos de Tóquio totalmente garantida. Os holandeses ocupam a sétima posição no ranking olímpico da FIVB e precisam manter-se entre as 15 melhores equipes até o dia 13 de junho de 2021 para conquistarem um lugar para seu país nos Jogos. 

Foto: Divulgação/FIVB

Nenhum comentário:

Postar um comentário