Bahamas forma 'Comissão de Bem-Estar dos Atletas' para ajudar esportistas olímpicos durante pandemia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Bahamas forma 'Comissão de Bem-Estar dos Atletas' para ajudar esportistas olímpicos durante pandemia

Compartilhe

Diversos países estão buscando por soluções que possam auxiliar atletas olímpicos durante o difícil momento vivido nesta pandemia de coronavírus. Dessa vez foi Bahamas que anunciou um projeto voltado aos esportes, com a criação de uma Comissão de Bem-Estar dos Atletas, que será gerenciado pelo comitê olímpico da nação.

O presidente do Comitê Olímpico de Bahamas, Rommel Knowles, explicou mais sobre o projeto, em entrevista ao jornal local The Tribune. "A comissão entrará em contato direto com atletas vinculados às Olimpíadas e suas Federações para ver de que assistência eles precisam. Sabemos que a maioria dos atletas procurará assistência financeira e, para aqueles que o fizerem, ajudaremos da melhor maneira possível", apontou Knowles.

Knowles argumentou ainda que os atletas vão precisar de cuidados físicos e que isso deverá ser suprido pela Comissão. "Mas também sabemos que alguns dos atletas podem precisar de treinamento fisiológico para superar essa pandemia. Alguns podem precisar de um profissional para conversar. Talvez eles precisem falar com um especialista em condicionamento físico para garantir que estejam em forma", declarou. 

"Quaisquer que sejam as necessidades levantadas pela Comissão de Bem-Estar, queremos poder estar lá para elas", garantiu Knowles. 

A Comissão de Bem-Estar dos Atletas será comandada pelo vice-presidente do Comitê Olímpico de Bahamas, o empresário Roy Colebrook. Ele também é o atual presidente da Federação de Ciclismo do país, além de ter sido chefe de Missão das Bahamas para as Olimpíadas de Londres 2012 e Rio de Janeiro 2016, e os Jogos da Commonwealth de Gold Coast em 2018.

Colebrook afirmou que a criação da Comissão significa a implantação de um regimento interno para que os atletas sejam ajudados e incentivados. "A Comissão será formada para ajudar os atletas nesses tempos difíceis. Quero incentivar os atletas a ficarem seguros. Essa pandemia não durará para sempre. Vai permanecer por um tempo, mas os atletas precisam manter o foco e se comprometer com o treinamento, porque quando sairmos disso tudo estará funcionando.

Nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a delegação de Bahamas faturou uma medalha de ouro, com Shaunae Miller-Uibo, nos 400m rasos e uma medalha de bronze com o time de revezamento 4x400m, que havia sido campeão em Londres 2012. 

Foto: Wikipedia Commons

Nenhum comentário:

Postar um comentário