Campeão de duplas em Roland Garros, Krawietz trabalha em supermercado durante a pandemia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Campeão de duplas em Roland Garros, Krawietz trabalha em supermercado durante a pandemia

Compartilhe

O tenista alemão Kevin Krawietz, campeão de Roland Garros nas duplas em 2019, revelou à um site local, que está trabalhando como repositor de prateleiras em um supermercado de Munique, na Alemanha, durante a pandemia de coronavírus. 

"Estou há várias semanas trabalhando em um mercado. Recebo 450 euros (aproximadamente R$ 2,7 mil) para repor prateleiras, higienizar carrinhos, classificar caixas", contou Krawietz, que atualmente ocupa a 13ª posição no ranking mundial dos duplistas. O atleta ganhou em 2020 cerca de 80 mil euros em premiações.

Krawietz afirmou que não entrou neste emprego por causa do dinheiro, e sim porque já procurava uma experiência como esta há tempos.

"A vida me deu o luxo de transformar um hobbie em profissão. Já havia pensado na possibilidade de trabalhar com um emprego normal e nesta pandemia de coronavírus resolvi experimentar esse momento. Foi a oportunidade de fazê-lo. Me levanto às 5 da manhã para encher as estantes do mercado. Percorro o caminho até o trabalho andando de patins. É assim que me desloco em Munique", declarou Krawietz.

Campeão do Torneio de Wimbledon Júnior nas duplas, em 2009, o tenista alemão mantém seus treinamentos de três a quatro vezes por semana em uma quadra de Munique, com autorização, para se manter em forma enquanto o circuito não regressa. "Como sou atleta, consegui uma permissão especial", explicou Krawietz. 

Profissional desde 2010, o alemão tem aproveitamento de 48% em partidas. Foram 87 jogos em nível ATP, com 42 vitórias. Entre 2011 e 2017, Krawietz disputou os circuitos Future da ITF e o ATP Challenger, uma série de torneios para tenistas iniciantes ou de ranking baixo. 

A ascensão de Krawietz e seu parceiro, também alemão, Andreas Mies, veio no torneio de Wimbledon de 2018, quando chegaram à 3ª rodada. Com isso, subiram muitas posições no ranking, podendo disputar torneios maiores. Em 2019 além do título de Roland Garros, em final contra os franceses, Jeremy Chardy e Fabrice Martin, os alemães chegaram até as semifinais no US Open. 

Foto: Divulgação/ATP Tour

Nenhum comentário:

Postar um comentário