Jornalista americano propõe criação dos "Indy Games" para substituir Olimpíadas em 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Jornalista americano propõe criação dos "Indy Games" para substituir Olimpíadas em 2020

Compartilhe

O jornalista americano David Woods, do portal Indy Star, fez um convite que chamou muita atenção dos fãs do esporte nesta quinta-feira, 26. Para suprir a falta dos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, adiados para 2021, Woods propôs a realização dos "Indy Games", um evento multi-esportivo sediado em Indianápolis, nos Estados Unidos, durante o mês de agosto. 

O evento seria organizado em torno do US Open de Natação, já programado para ocorrer entre 4 e 8 de agosto, no Natatório da Universidade de Indianápolis. Com a falta de torneios no calendário, o US Open espera ser a principal competição da temporada, uma vez que poderá reunir nadadores estrangeiros.

Seguindo o exemplo do Festival Nacional de Esportes, organizado pelo Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) nos anos não-olímpicos de 1978 até 1995, os Indy Games poderiam agregar atletismo, ginástica, diving, luta livre, ciclismo ou "qualquer outro que queira participar da festa nesta época", agregados em torno do campeonato de natação. "Trazer eventos paralímpicos", lembrou o jornalista.


Tradição

De acordo com Woods, Indianápolis tem a infraestrutura necessária para receber um evento do porte. A cidade tem arenas, campos, voluntários, hospedagens e, acima de tudo, a tradição. 

Organizar competições esportivas está no sangue da cidade. Além de ser sede do Indianapolis Colts, da NFL, e do Indiana Pacers, da NBA, a cidade recebe todos os anos uma das mais tradicionais corridas do automobilismo mundial, as 500 Milhas de Indianápolis.

Celebrar um evento às pressas também não seria um problema para a cidade. Woods lembra que "A Rodovia da América" sediou os Jogos Pan-Americanos de 1987 de última hora, após desistências de Santiago, no Chile, e de Quito, no Equador.


Além de todos esses prós, Indianápolis também já está preparada para ser a casa do esporte americano em 2021. No próximo ano, a cidade receberá o No NBA All-Star Game, o Final Four da NCAA (liga de basquete universitário) e o College Football Playoff National Championship (jogo decisivo de uma das subdivisões do futebol americano universitário).


Sonhar nunca é demais

"É difícil planejar durante uma pandemia que tenha um fim indeterminado. Mas se os Jogos Indy não acontecerem, nada será perdido", comentou o jornalista. 

Mas calma: se você já estava animado com a hipótese, precisamos lembrar que tudo isso não passa de uma descontração. Numa situação como essa, em que a pandemia do coronavírus segue incontrolável no mundo - e ainda mais nos Estados Unidos -, é impensável pensar em reorganizar eventos, até porque não sabemos quando teremos a oportunidade de acompanhar o esporte novamente.

Foto: Josh Hild/Unsplash

"Compreensivelmente, ninguém de um órgão governamental nacional ou da Indiana Sports Corp. falou algo ou mandou qualquer mensagem. Os líderes esportivos não gostariam de se comprometer com algo que pode não acontecer", deixou claro Woods.

Embora tudo não passe de uma brincadeira, caso já tenhamos superado todo esse problema até agosto (assim esperamos), por que não pensar em uma competição dessas? Seria bem legal, não?

Indianápolis não registrou nenhum caso de coronavírus em seu território até o momento. Em Indiana, estado onde está localizada a cidade, há 479 casos e 14 mortes confirmadas pela Covid-19. 

Foto: Seth Reese/Unsplash

Nenhum comentário:

Postar um comentário