Mundial de Vela (49er, 49erFX e Nacra): Dia 1- Duplas brasileiras estreiam mal na Austrália

As alemães Tina Lutz e Lotta Wiemers tiveram um primeiro dia quase perfeito no Mundial de Skiff. A dupla que havia se separado mas se reuniu novamente após uma lesão de Susann Beucke, parceira de Lutz, venceu a primeira regata e ficou em segundo lugar na segunda e na terceira garantindo 5 pontos perdidos e a liderança da categoria 49erFX. A dupla da casa Tess Lloyd e Jaime Ryan venceu a terceira regata para ficar na vice-liderança com 10 pontos, mesma pontuação de Támara Echegoyen e Paula Barceló (ESP).

As brasileiras Martine Soffiatti Grael e Kahena Kunze, atuais campeãs olímpicas e vice-campeãs mundiais, tiveram um dia ruim e estão apenas em 16º lugar, após terem chegado em 12º na primeira regata, 4º na segunda e 16º na terceira. Os 44 barcos estão sendo divididos em dois grupos e após as nove primeiras etapas, os 25 melhores seguem por mais oito etapas antes da Medal Race. 

As medalhistas de prata no Rio Alexandra Maloney e Molly Meech tiveram que abandonar a competição antes de começar, após Maloney fraturar seu pé durante os treinamentos no sábado.

Marco Soffiatti e Gabriel Borges seguem entre os 20 primeiros

Os campeões pan-americanos Marco Soffiatti Grael e Gabriel Borges começaram bem com uma quarta colocação, mas foram caindo com 10ª posição e 15ª. Com 29 pontos perdidos, eles terminaram o dia na 24ª colocação na 49er. Os 78 barcos estão divididos em três grupos. São 10 etapas classificatórias e os 25 melhores seguem por mais oito etapas na Etapa Dourada, antes da Medal Race.

Sem competidores brasileiros, também acontece em Geelong o mundial da Nacra. A dupla britânica de John Gimson e Anna Burnet é a atual líder com 12 pontos perdidos, a frente dos irmãos australianos Nathan e Haylee Outteridge, com 13. Tara Pacheco van Rijnsoever e Florian Trittel (ESP) estão na terceira posição com 15 pontos. Como apenas 34 barcos competem, todos disputam as 17 etapas até a definição dos integrantes da medal race.

O torneio serviria originalmente como pré-olímpico da Oceania, mas no Nacra e 49erx tanto Austrália e Nova Zelândia já garantiram as vagas e as vagas foram realocadas. Na 49er, a Nova Zelândia já garantiu vaga, assim a vaga olímpica ficará obrigatoriamente com a Austrália, que tem 15 duplas na disputa.

Foto: Sailing Energy

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes