Em dia de poucos ventos, Robert Scheidt termina em 40º lugar na abertura do Mundial da Classe Laser


Marcadas por ventos fracos, duas regatas abriram, nesta terça-feira, 11, o Campeonato Mundial da Classe Laser de Vela, em Melbourne, na Austrália. Os brasileiros que competem no evento, Robert Scheidt e Gustavo Nascimento, não tiveram um bom dia e terminaram nos 40º e 96º lugares gerais, respectivamente.

O dia começou devagar em Melbourne. O vento, com velocidade variando de 8 a 10 nós, só veio a aparecer por volta das 15h30 horário local, quando os velejadores foram liberados para inciarem a primeira regata. Scheidt terminou em 16º na primeira disputa, enquanto Gustavo foi o 29º. A liderança foi do francês Jean Baptiste Bernard.

As condições foram melhores para a segunda e última regata do dia, com os ventos atingindo os 15 nós. Os brasileiros trocaram cinco posições em relação à primeira disputa: Scheidt melhorou e terminou em 11º, e Gustavo teve uma leve queda e ficou em 34º. Philipp Buhl, da Alemanha, foi o vencedor.

Robert Scheidt participa do torneio para ratificar-se como o representante brasileiro da classe nos Jogos Olímpicos. Como já tem índice olímpico, obtido com o 12º lugar no Mundial de 2019, o multi-medalhista só não irá a Tóquio se Gustavo for ao pódio na competição deste ano, de acordo com os critérios da Confederação Brasileira de Vela (CBVela).

Ao final das duas regatas, a liderança é do anfitrião Finn Alexander, sendo seguido de perto pelo medalhista de prata na Rio-2016, Tonci Stipanovic, da Croácia. Cada um deles tem 3 pontos perdidos. O alemão Philipp Buhl é o terceiro, com 5 pontos.

Os brasileiros retornam ao mar na madrugada desta quarta-feira, 12. A promessa para o segundo dia de competições é de ventos mais fortes, que poderão aumentar para até 25 nós na quinta-feira.

Foto: Reprodução/Sailing Energy

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes