'Besuntado de Tonga' garante vaga em Tóquio-2020 no taekwondo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

'Besuntado de Tonga' garante vaga em Tóquio-2020 no taekwondo

Compartilhe

Pita Taufatofua, o 'Besuntado de Tonga', estará em mais uma edição de Jogos Olímpicos. O tonganês, de 36 anos, garantiu sua classificação a Tóquio-2020 no taekwondo, na madrugada deste sábado, 29,  após vencer uma única luta no Pré-Olímpico Oceânico da modalidade, disputado em Gold Coast, na Austrália.

Como só havia dois atletas inscritos na categoria acima de 80kg, Pita precisou bater seu único adversário, Steven Tommy, de Papua Nova Guiné, para ficar com a vaga olímpica. O placar terminou com larga vantagem do tonganês: 20 a 4.

O versátil Pita já havia participado do qualificatório olímpico oceânico da canoagem velocidade, mas não conseguiu a vaga. Na ocasião, ele terminou em último lugar na sua bateria. 

O Besuntado tenta ser o primeiro atleta a competir por três modalidades diferentes em três olimpíadas. Ele competiu no taekwondo da Rio-2016 e no esqui cross country de PyeongChang-2018.

O tonganês ainda terá uma chance de se qualificar para Tóquio-2020 na canoagem. Será na segunda etapa da Copa do Mundo da modalidade, em Duisburg (GER), no final de maio. 

Caso consiga a vaga na canoagem, nada o impedirá de competir por dois esportes diferentes em Tóquio. De acordo com o calendário oficial, o taekwondo será disputado entre os dias 25 de julho e 28 de julho, enquanto a canoagem velocidade tem previsão para ser iniciada apenas em 3 de agosto.

Taufatofua ficou conhecido como 'Besuntado de Tonga' após desfilar na Cerimônia de Abertura do Rio 2016 usando uma típica roupa do seu país, sem camisa, e besuntado com óleo de coco.



Outros seis qualificados a Tóquio-2020


Malia Paseka, da categoria até 67kg feminina, juntou-se a Pita e representará Tonga em Tóquio-2020. Ela, no entanto, precisou fazer ainda menos esforço que o Besuntado para ficar com a vaga. Sendo a única inscrita da categoria, garantiu qualificação olímpica apenas por estar dentro do peso.

Sua compatriota Lile Loumoli foi também a única inscrita da categoria até 49kg, mas perdeu a vaga por estar acima do peso estipulado. Com isso, a categoria até 49kg ficará sem representantes da Oceania nos Jogos Olímpicos.

A Austrália foi o único país a conseguir as quatro classificações olímpicas a que tem direito. Safwan Khalil, da categoria até 58kg, apenas subiu na balança e conseguiu qualificação automática. Stacey Hymer (57kg), Reba Stewart (+67kg) e Jack Marton (80kg) precisaram vencer uma luta para carimbar o passaporte a Tóquio.

Na categoria até 68kg, Thomas Burns garantiu a única cota da Nova Zelândia nos Jogos, ao bater Rainner Pnnie, de Papua Nova Guiné.

O Pré-Olímpico da Oceania de Taekwondo contou, inicialmente, com 22 atletas inscritos, mas as delegações de Ilhas Salomão e Kiribati desistiram de participar, e apenas 14 competiram. Cada categoria deu uma vaga a Tóquio-2020.

Fotos: Divulgação/World Taekwondo

Nenhum comentário:

Postar um comentário