Índia pode sediar provas de tiro com arco e tiro esportivo nos Jogos da Commonwealth de Birmingham 2022 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Índia pode sediar provas de tiro com arco e tiro esportivo nos Jogos da Commonwealth de Birmingham 2022

Compartilhe

As competições de tiro esportivo e tiro com arco nos Jogos da Commonwealth de 2022 estão próximos de serem realizados na Índia, a mais de 7.500km de distância do local sede do evento, em Birmingham, na Inglaterra.

Após serem excluídos do programa oficial dos Jogos, a Associação Olímpica Indiana (IOA) está propondo levar os dois esportes ao país, sendo disputados meses antes do evento oficial. Segundo a BBC do Reino Unido informou, mesmo acontecendo de forma "extra-oficial", ambos poderiam ter seus resultados levados em consideração no quadro de medalhas.

O custo para a Índia sediar as duas competições deve girar em torno de 20 milhões de libras, mas as entidades governamentais já concordaram em pagar os valores estipulados.

O governo britânico gostou da proposta e a Federação dos Jogos da Commonwealth (CGF) ainda vai analisar todos os elementos. O conselho executivo e todas as 71 associações da federação vão se reunir para vetar ou aceitar a ideia. A tendência é a de aceitação do projeto. 

A Índia anteriormente já havia ameaçado boicotar os Jogos da Commonwealth após a retirada do tiro esportivo da lista do evento. Isto porque o tiro é o esporte que mais deu medalhas aos indianos na história dos Jogos. Só na última edição, por exemplo, 16 das 66 medalhas que a Índia conquistou no evento vieram do tiro esportivo. 

No mês passado, após uma reunião entre CGF e IOA, a solução encontrada para o não-boicote indiano seria a realização das provas da modalidade no próprio país asiático. 

A possível saída indiana ligou o sinal de alerta no governo britânico, que espera que o evento de 788 milhões de libras seja uma vitrine para mostrar a Grã-Bretanha ao mundo pós-Brexit, além de tentar garantir acordos comerciais. Birmingham-2022 será o maior e mais caro evento esportivo a ser realizado no Reino Unido desde os Jogos Olímpicos de Londres 2012.

Foto: REUTERS


Nenhum comentário:

Postar um comentário