Últimas Notícias

Corredor Alfred Kipketer é suspenso pela AIU e aumenta crise de doping no Quênia


O corredor queniano Alfred Kipketer, finalista nos 800m na Rio-2016 e campeão mundial sub-20 em 2014, foi suspenso pela Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) por violar as regras antidoping e não comparecer a testes de doping. Ele foi acusado de "falhas no paradeiro" e está provisoriamente suspenso até que sua audiência ocorra, ainda sem data definida.

Segundo a AIU, o atleta de 23 anos não cumpriu com o artigo 2.4 do processo disciplinar, em que os atletas são obrigados a manter a entidade informada de seu paradeiro ao menos uma hora todos os dias. Caso não fizerem isso ou não estiverem presentes no local onde disseram que estariam, é considerada uma violação. Três infrações levam a uma suspensão.

No último dia 10, o também queniano, campeão mundial e ex-recordista mundial da maratona, Wilson Kipsang foi suspenso, sob as mesmas alegações de Kipketer. 

Os casos entram na maiúscula lista de corredores quenianos envolvidos com escândalos de doping nos últimos tempos. A marca de atletas banidos ou punidos provisoriamente já atinge a casa dos 50.

Jemima Sumgong (medalha de ouro na maratona da Rio-2016), Asbel Kiprop (tricampeão mundial e medalha de ouro nos 1.500m na Rio-2016) e Sammy Kiprop Kitwara (campeã mundial da meia-maratona) são alguns dos principais quenianos suspensos.

Foto: Srdjan Suki/epa/dpa

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar