Priscilla Stevaux avalia a temporada 2019 de altos e baixos no ciclismo BMX - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Priscilla Stevaux avalia a temporada 2019 de altos e baixos no ciclismo BMX

Compartilhe


Já se fazem algumas semanas desde a última corrida oficial da atleta olímpica Priscilla Stevaux, no Jogos Abertos de Marília onde saiu com o título, porém, nesta semana, ao completar seus 26 anos de idade no último dia 02 de dezembro, Priscilla fez um balanço da sua temporada em 2019.

“A temporada de 2019 foi pra mim uma temporada de altos e baixos, mas, com certeza de muito aprendizado, por isso estou muito ansiosa pelo ano que vem”, disse a atleta sorocabana, também já pensando nas Olimpíadas de Tóquio em 2020: “o descanso será curto, pois tenho que me preparar e treinar muito para estar na melhor performance para o ano olímpico”, completa.

Foram 29 provas disputadas em 11 países ao longo de 9 meses. Ao todo foram mais 25 viagens de avião entre escalas e conexões. Ou seja, uma temporada muito exaustiva. Deste total de provas, somente 4 delas não faziam parte do calendário Olímpico (Campeonato Paulista, Jogos Regionais, Copa do Brasil e Jogos Abertos), mas, a Priscilla mostrou sua soberania no Brasil se consagrando campeã em todas essas competições.

Já nas competições internacionais, Priscilla chegou ao todo em 12 finais, com destaque para a classificação para a primeira final da sua carreira em Copa do Mundo, para a disputa nos Jogos Pan-Americanos de Lima e para a corrida do Evento Teste de Tóquio 2020. 

Em contrapartida, Priscilla sofreu com muitas quedas neste ano, foram 4 ao todo, que acarretaram em resultados bens ruins, atrapalhando a sua classificação no ranking olímpico e mundial. Priscilla encerra 2019 sendo a 15ª do ranking mundial, mas, em 2º lugar na disputa pela vaga brasileira dos Jogos Olímpicos, atrás de Paola Reis.

De quatro em quatro anos, os atletas do BMX sabem que o calendário de competições será espremidos por conta das Olimpíadas, e, em 2020 não é exceção.

Para a Priscilla Stevaux, a princípio, serão 23 corridas a serem disputadas ao longo de apenas 5 meses, passando por países como Peru, Estados Unidos, Bélgica, Itália, Inglaterra, Holanda, Noruega e Austrália, este último, que receberá a primeira corrida do ano no dia 01 de fevereiro, e será logo a 1ª rodada da Copa do Mundo. Mas a temporada de treinos começará ainda neste ano, um pouco antes do Natal, já que sua primeira viagem irá ocorrer na metade do mês de janeiro.

foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário