Campeonato Mundial de Canoagem Sprint e Paracanoagem - Último dia

Neste domingo aconteceu o último dia do Campeonato Mundial de Canoagem Sprint e Paracanoagem, na cidade de Racice, na República Checa. O Brasil não conseguiu subir ao pódio, mas disputou outras quatro finais, sendo uma no caiaque e três na canoa, tendo na prova do C2 1000 seu melhor resultado, um quarto lugar.

A primeira final brasileira do dia foi justamente a C2 1000 metros, com Erlon Souza e Isaquias, que terminaram em quarto lugar. Campeões mundiais em 2015 e medalhistas de prata nas Olimpíadas do Rio, a dupla entrou como uma das favoritas ao pódio, mas o tempo de 3min34seg323 não foi suficiente para levar os brasileiros a uma medalha. O ouro ficou com a dupla alemã Peter Kretschmer e Yul Oeltze, com o tempo de 3min31seg631, e a prata com os cubanos Fernando Enriquez e Serguey Madrigal.

A segunda final que contou com a participação do Brasil foi a C1 200 metros com Valdenice Conceição. Com o tempo de 48seg494, a brasileira chegou em sexto lugar, pouco mais de um segundo atrás da terceira colocada, a húngara Kincso Takacs que fez 47seg178. A medalha de ouro foi conquistada pela canadense Laurence Vincent-Lapoint, sua segunda no campeonato, com a marca de 45seg478. A medalha de prata foi conquistada pela russa Olesia Romasenko.

A terceira final brasileira também foi na canoa. Sem fazer parte do programa olímpico, a C2 200 metros contou mais uma vez com Erlon Souza, mas agora ao lado de Maico dos Santos. A dupla ficou em oitavo lugar. Medalha de ouro para os russos Ivan Shtyl e Alexander Kovalenko, com o tempo de 36seg088, prata para os poloneses Michal Lubniewski e Arsen Sliwinski.

Também sem fazer parte do programa olímpico, a prova do K1 500 metros marcou a despedida brasileira do mundial. Na final B da categoria Vagner Souta chegou na oitava colocação, com o tempo de 1min43seg780. Na final A, medalha de ouro para os donos da casa com Josef Dostal, com a marca de 1min36seg520, prata para o dinamarquês René Poulsen e bronze para o ucraniano Oleh Kukharyk.

Na categoria K1 200 metros feminina, ouro para a atual campeã olímpica, Lisa Carrington, da Nova Zelândia, com 38seg433. Medalha de prata para a dinamarquesa Emma Jorgensen, três vezes medalhistas em mundiais e medalha de prata na K1 500 metros no Rio de Janeiro. A medalha de bronze foi conquistada por Spela Janic, da Eslovênia. Medalhista de prata no Rio de Janeiro, a polonesa Marta Walczykiewicz chegou apenas na quinta colocação. Na versão masculina da prova o ouro também ficou com o atual campeão olímpico, o britânico Liam Heath com a marca de 33seg733, seguido de perto pelo húngaro Bence Horvath. Completou o pódio o atleta da Lituânia, Aleksejs Rumjancevs.

Encerrando as provas olímpicas, a K4 500 metros feminina teve em seus dois primeiros lugares o mesmo pódio das Olimpíadas do Rio de Janeiro, medalha de ouro para a equipe húngara e a prata com a equipe alemã. O bronze ficou com a forte equipe da Nova Zelândia, lideradas Lisa Carrington.

Também foram disputadas as últimas finais das categorias que não fazem parte do programa olímpico. Na categoria C4 1000 metros masculina, o ouro ficou com os alemães, liderados por Sebastian Brendel, com o tempo de 3min14seg893, deixando para trás a equipe polonesa que fez 3min16seg798. O pódio foi completado pela equipe ucraniana. A final da K1 1000 metros feminina teve como campeã a australiana Alyce Burnett, que levou a prova com sobras, marcando 3min55seg971. Prata para a sueca Karin Johansson e bronze para a britânica Rachel Cawthorn.

Na K2 200 metros feminina, ouro foi para a Hungria com a dupla Reka Hagymasi e Ágnes Szabo, com o tempo de 37seg445, prata paras a italianas Susanna Cicali e Francesca Genzo, com 37.508 e o bronze para as britânicas Angela Hannah e Hannah Brown. O tcheco Martin Fuksa, após conquistar a prata na C1 1000 metros, foi campeão na C1 500 metros, com o tempo de 53seg725. Completaram o pódio o italiano Carlo Tacchini e o bielorrusso Maksim Piatrou.

Fecharam a programação do mundial as provas de 5000 metros. A primeira delas foi a C1 masculina, com mais uma vitória de Sebastian Brendel, da Alemanha, com o tempo de 23min34seg796, levando o seu terceiro título na competição. Prata para o cubano Seguey Madrigal e bronze para o polonês Mateusz Kaminski. A segunda final de 5000 metros foi a K1 feminina, com vitória da húngara Dora Bodonyi, fazendo o percurso em 23min17sef862. Medalha de prata para a alemã Tabea Medert e bronze para a britânica Lani Belcher. A última final disputada no mundial foi a K1 5000 metros com o português Fernando Pimenta levando a sua segunda medalha, mas dessa vez a de ouro, com o tempo de 20min46seg907. Medalha de prata para Max Hoff, da Alemanha e bronze para o bielorrusso Aleh Yurenia.


Para ver os resultados completos, clique aqui.

Foto: ICF


0 Comentários