Guia do Pré Olímpico Europeu de Futebol Feminino - Suíça - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Guia do Pré Olímpico Europeu de Futebol Feminino - Suíça

Compartilhe
Foto: (semper.soccersavings.com)
Assim como a Holanda, a seleção da Suíça tentará pela primeira vez disputar o Torneio de Futebol Feminino nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Apenas em 1970 foi que a Suíça passou a disputar jogos no futebol feminino, sendo o primeiro diante da Itália em 8 de Julho de 1970, em Salerno contra a Itália sob a "Coppa del Mondo", primórdios do torneio que apenas em 1991 teria a administração e organização pela FIFA. O time perderia por 2 a 1 diante das donas da casa, que na época eram as grandes potências do futebol feminino na época. 

Em 1972 o primeiro jogo oficial seria disputado, em Basel, diante da seleção francesa. A partida terminou empatada por 2 a 2.

Com o desenvolvimento do futebol feminino no país, lento e gradual, jogadoras suíças passaram a jogar sobretudo na Frauen Bundesliga, uma das principais ligas europeias de futebol feminino o que contribuiu bastante com o crescimento da modalidade no país. 

O primeiro grande torneio da seleção helvética foi a Copa do Mundo em 2015. Após conseguirem classificação de forma direta no grupo 3 nas Eliminatórias da UEFA, eliminando rivais tradicionais como a Dinamarca e a Islândia, com qualificação de modo invicto. Treinadas pela experiente técnica Martina Voss Teckelenburg, campeã da Liga dos Campeões Feminina com o Duisburg e que renovou com a Schweizer Nati até 2018.

Na Copa do Mundo, a Suíça fez uma campanha bem mediana, sofrendo três derrotas e vencendo apenas uma partida, diante da frágil seleção do Equador. Após perder na estreia para o Japão e na última partida da fase de grupos diante de Camarões, as suíças se classificaram as oitavas como uma das melhores terceiras colocadas e seria eliminada nas oitavas de final pela seleção do Canadá. 

Apesar da campanha mediana, o futebol apresentado pela equipe helvética agradou a muitos espectadores, por se apresentar como ofensivo e não defensivo, como é o que se imagina para a seleção da Suíça. 

Com uma defesa alta, meio campo criativo e ataque eficiente, a seleção suíça buscará impor seu jogo diante de rivais que na teoria, são mais fortes.

O time apresenta jogadoras que atuam principalmente, como já foi citado anteriormente, na Alemanha. A zagueira e capitã Caroline Abbé (Bayern München), a meio campista Lara Dickenmann e a atacante Ramona Bachmann, ambas do Wolfsburg. Bachmann foi um dos grandes destaques da seleção na última Copa do Mundo, tanto que ficou na seleção de melhores atletas do torneio.


Um novo feito para o futebol feminino no país é o principal objetivo da Suíça. Estar nas Olimpíadas seria algo que engrandeceria mais ainda a história recente de uma seleção em pleno crescimento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário