Estrutura da ponte estaiada da Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro é concluída - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Estrutura da ponte estaiada da Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro é concluída

Compartilhe

A estrutura da ponte estaiada da Linha 4 do metrô, na Barra da Tijuca, está concluída. Falta, agora, a implementação dos trilhos. A ponte é o único trecho onde os trens serão vistos fora do subterrâneo. Com 320 metros de comprimento e dois pilares de 72 metros de altura, a ponte tem duas vias, por onde os trens vão passar em direção à Barra da Tijuca e no sentido Zona Sul. Os 26 conjuntos de cabos de aço já estão instalados. Com a conclusão das obras civis, inicia-se a fase de acabamentos, instalação de cabos elétricos e iluminação, posicionamento de trilhos e concretagem das vias.

A estimativa é que, com a entrada em operação da Linha 4, pelo menos dois mil carros deixem de circular por hora no horário de pico no trecho viário que liga a Barra da Tijuca à Zona Sul e ao Centro da cidade.


Como um todo, a obra da Linha 4 chegou a dezembro com 83% das intervenções concluídas. Faltam 700 metros para a conclusão da escavação dos túneis no eixo Barra da Tijuca – Ipanema. Os trilhos já estão sendo instalados e alcançaram mais de 20 quilômetros, dos 32 totais, considerando as vias nos dois sentidos. Cinco estações estão 100% escavadas e em fase de acabamentos.

Estação São Conrado

A estação São Conrado, que recebeu nesta terça-feira (15.12) a visita do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, chegou a 90% de conclusão. A estação já tem trilhos, escadas rolantes e elevadores instalados. O piso de granito foi assentado e o revestimento de pastilhas colore as paredes. O mezanino ganhou guarda-corpo de vidro e corrimão de aço, em harmonia aos dutos de ventilação, pintados de amarelo. As bilheterias estão prontas e terão iluminação natural, com claraboias de vidro instaladas a cerca de 20 metros de altura. O piso será decorado por mandalas de granito. A estimativa é de que a estação beneficie 61 mil pessoas por dia, a partir de 2016. 

Túneis

Para a escavação dos dois túneis entre a Barra e São Conrado, foram utilizadas 1.638,50 toneladas de explosivos. Os túneis entre esses bairros foram construídos debaixo de 840 metros de rocha, na altura da Pedra da Gávea. Neste trecho, o volume de concreto utilizado chegou a 132.404m³, quantidade que daria para construir um Maracanã e meio.

A Linha 4 vai transportar mais de 300 mil pessoas por dia, retirando das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Serão seis estações (Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico) e 16 quilômetros de extensão. O projeto representa a execução, de uma só vez, da mesma extensão de metrô subterrâneo existente no estado. Com a Linha 4, será possível ir da Barra a Ipanema em 13 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos.

Foto: Governo do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário