Lincon Yasuda aprova desempenho da seleção no Aberto de Tênis de Mesa da Croácia


Responsável por acompanhar os atletas na disputa do Aberto da Croácia, etapa Challenge do Circuito Mundial de Tênis de Mesa, realizada na semana passada, o coordenador de seleções, Lincon Yasuda, aprovou a participação de seus comandados na competição. O país foi representado por seis jogadores: Cazuo Matsumoto (115º colocado do ranking mundial), Thiago Monteiro (158º), Eric Jouti (344º), Lin Gui (130ª), Jessica Yamada (194ª) e Bruna Alexandre (343ª).

“É um evento do nível mais alto possível. Um dia a gente ganha, no outro pode perder. Em muitos jogos, como nas duplas, são questões de detalhes, como em fim de set, falta de sorte... Pequenos fatores que determinam. Todos fizeram o máximo e se empenharam muito bem”, afirmou o treinador, reforçando o elogio aos atletas.

“Em geral, todos apresentaram um nível muito bom dentro das suas melhores condições”, completou.
Yasuda destacou três pontos em especial. O primeiro foi a rápida recuperação que Cazuo, Thiago e Gui Lin tiveram apenas três semanas depois da disputa do Campeonato Mundial, encerrado no início do mês, em Suzhou, na China.

“É muito importante ressaltar o esforço e a capacidade dos atletas que vieram do Mundial. Principalmente em relação à cabeça, ao foco. É uma competição muito desgastante. O tempo que teve entre a China e a Croácia foi pequeno para conseguirem restaurar as energias completamente. Nota 10 para o comportamento e a atitude deles”, afirmou.

Quem também ganhou elogios foi Bruna Alexandre. A brasileira, terceira colocada do ranking mundial paralímpico na Classe 10, teve mais uma oportunidade de disputar uma etapa do Circuito Mundial, apresentando um sensível crescimento.

“Foi muito interessante. Ela apresentou qualidades, demonstrou evolução. O importante é ter em mente que ela tem muito a crescer, mas, se comparado até com o desempenho dela no início do ano, houve um avanço considerável, principalmente no aspecto mental”, disse o técnico.

Por fim, Yasuda lembrou a importância do Aberto da Croácia para Cazuo e Lin Gui, que, a partir da próxima sexta-feira (29), disputarão a Copa Latino-Americana, evento que dá vaga nas Copas do Mundo individuais deste ano. Cazuo, inclusive, é o atual campeão.

“Ritmo de jogo não é somente na parte técnica, mas também fisicamente e, principalmente, na parte mental. Eles precisam estar acostumados a lidar com situações de pressão e desvantagem. Manter o foco e a concentração nas pequenas coisas e lutar ponto a ponto. Certamente, o evento aqui na Croácia os ajudará a chegar a Cuba em um bom nível”, concluiu.

Foto: Divulgação

0 Comentários