Sara Errani bate eslovaca e leva o título do Rio Open - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Sara Errani bate eslovaca e leva o título do Rio Open

Compartilhe

A italiana Sara Errani confirmou a condição de melhor jogadora do torneio e conquistou a segunda edição do Rio Open de Tênis. Na decisão, na tarde de domingo (22), Errani derrotou a eslovaca Anna Schmiedlova por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (2) e 6/1. O título do Rio Open é oitavo de simples da carreira da italiana.

Ela recebeu premiação de U$ 43 mil e somou 280 pontos no ranking, passando da 16ª para a 12º posição na lista da WTA que sairá nesta segunda-feira. Schmiedlova ficou com U$ 21.400 e 180 pontos.

Em sua trajetória para o título, Errani perdeu apenas um set, para a brasileira Beatriz Haddad Maia, nas quartas de final. Na estreia, eliminou a também brasileira Teliana Pereira. No jogo contra Schmiedlova, de 20 anos e cabeça de chave número 6, Errani fez um primeiro set equilibrado. Até o 3 a 2, ninguém havia confirmado o serviço. A italiana ficou à frente no 4 a 2, mas permitiu nova quebra e viu a eslovaca fazer 5 a 4 e ter um set point. A experiência de Errani prevaleceu e o jogo foi para o tie-break, com a italiana confirmando.

Schmiedlova, que começou a semana como 75ª do mundo, sentiu a perda do primeiro set e caiu de rendimento no segundo. Se no primeiro fez longas trocas de bola com Errani, no segundo, passou a cometer vários erros, facilitando a vida da italiana.

Foi o primeiro título de simples de Errani nesta temporada. A vice-campeã de Roland Garros em 2012, havia alcançado a terceira rodada no Aberto da Austrália, e perdido na estreia em Sydney e Auckland. Aos 27 anos, a italiana joga também duplas com a compatriota Roberta Vinci. Ela soma 25 títulos, sendo cinco de Grand Slams.

Depois de receber o troféu criado pelo designer Antonio Bernardo das mãos da lenda Maria Esther Bueno, Errani falou sobre a semana especial que viveu no Rio. "Foi uma semana difícil, especialmente fisicamente, mas também incrível. Nunca havia vindo ao Brasil, e fiquei encantada. O público é fantástico e, com certeza, nos veremos no ano que vem", disse a jogadora, que também sonha em disputar pela terceira vez uma edição de Jogos Olímpicos. "É especial disputar as Olimpíadas, pena que não será no saibro, mas quero disputar", disse a ex-número 5 do ranking, se referindo a edição do Rio-2016.

Schmiedlova disputou sua primeira final de um WTA International e disse que saiu feliz com o vice-campeonato. "A atmosfera do torneio é ótima, foi uma bela semana, e saio satisfeita por disputar primeira primeira decisão", disse a eslovaca.


Foto: Divulgação/AGIF

Nenhum comentário:

Postar um comentário