Coluna Lance Livre: os 12 de Magnano - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias




Depois de um longo período de férias, a saudade bateu em escrever e eu estou aqui novamente pra falar de basquete. E como estamos às vésperas da Copa América de basquete, o assunto é a seleção brasileira. Com muitas dispensas entre pivôs, Magnano teve trabalho pra montar sua seleção. Não temos uma seleção ruim, como muitos dizem, ou sem estrelas, o que erroneamente dizem. Temos um bom time que pode conquistar a vaga e dependendo de como estiver na competição, conseguir o título. Vamos aos 12 convocados:


Armadores

- Larry Taylor: O gringo vai para segunda competição importante e já se mostra um pouco mais à vontade com a camisa da seleção. Com a quantidade de armadores, Larry deverá ser usado mais na posição 2, onde também rende bem, tendo mais liberdade para pontuar. Será de grande valia ao vir do banco.

- Rafael Luz: Ficou na convocação final por causa do problema do Marquinhos, possivelmente. Mas é um bom armador, mostrou isso ao ganhar o duelo com Scott Machado, que infelizmente decepcionou em suas participações. Rafael não deverá ser tão usado, e por isso, deverá aproveitar os minutos que surgirem para ele.

- Raulzinho: Terá a grande chance de impressionar o pessoal do Utah Jazz nessa Copa. Ele, que quando surgiu, foi comparado à Ricky Rubio,vai ter que justificar, tendo boas atuações como o armador reserva do Huertas. Eu confio nele para essa função, ele não é nenhum Ricky Rubio, mas tem o seu valor.

- Marcelinho Huertas: Quando li em um grande portal que a seleção de basquete não tinha estrela, pensei comigo mesmo: quem escreveu isso não viu nenhum jogo da Seleção brasileira de 2010 pra cá. Huertas é o líder dessa equipe, o termômetro, o 'cara'. Ele está bem no Barcelona, e na seleção é o cara. Só falta um pivô para fazer aquele pick and roll que ele faz tão bem com o Tiago Spliter. 'ShaqHeimr' é uma boa escolha.

Alas

Vítor Benite: Benite fez boas atuações e deverá jogar nas posições 2 e 3, sua boa temporada no Flamengo está continuando na seleção e não duvido que ele comece algumas partidas como titular.

Alex: Exímio defensor, raçudo, pontua. Alex é titular absoluto dessa seleção. Sem mais, o cara é f*da.

Arthur: Outro que ganhou espaço por causa dos cortes, mas vai ser um bom reserva do Alex na seleção. E pode jogar junto com ele, assim como jogam no Brasília. Outro jogador que deverá ser importante ao sair do banco.

Pivôs


Caio Torres: O MVP da final do NBB vai ser titular e tem cacique para isso. Bom defensivamente, e agora demonstrando um poder ofensivo que deu o singelo apelido de 'Shaq' Torres (Todo pivôzão que se destaca tem o apelido de Shaq?) vai ser de suma importância, principalmente contra adversários que tem um garrafão forte.

Rafael Hettsheimeir: O grande pivô que infelizmente não foi à Londres por causa de uma contusão, mas agora poderá mostrar todo o seu repertório. Embora não tenha sido tão bem nos amistoso preparatório, ele é uma peça importante, principalmente pra anular um tal de Luís Scola.

Guilherme Giovanoni: O ala pivô  deverá flutuar nas posições 3 e 4, e vai tentar ser mais ou menos como foi o Marquinhos nessa última temporada no Flamengo, um pontuador da área do perímetro. O que às vezes me incomoda é o fato dele na seleção errar bolas que no Brasília ele faz de olho fechado, mas isso não influencia sua importância no time.

JP Batista: o grande JP que só voltou devido a onda de cortes e dispensas dos pivôs é uma boa escolha. Pivô raçudo, que fez história no basquete universitário americano em Gonzaga, joga na França e se não tem a mesma explosão de antes, é um grande defensor, que será necessário contra equipes que tem um forte garrafão.

Cristiano Felício: Jovem promissor, está na mesma situação do Rafael Luz, deverá jogar poucos minutos ou se os pivôs ficarem pendurados. É um bom jogador, mas meio cru para torneios dessa importância.


Eu apostaria em um time com Huertas, Benite, Alex, Guilherme Giovanoni e Caio Torres.Com Larry Taylor, Hettsheimeir e Raulzinho sempre entrando Não o time que muitos gostaríamos de ver, mas é melhor deixar esse pessoal de fora para poder usá-lo no mundial da Espanha


ShotClock

- Brasil tá bem na Tuto Marchand, com uma boa vitória sobre a República Dominicana, por 78-77, uma seleção que é uma das postulantes a vaga no mundial. O que prova que não vai ser uma tragédia a participação brasileira na Copa América.

- Uma pena não termos Joinville e Tijuca no próximo NBB. Fluminense decepcionou acabando com seu time rapidamente. Que venham bem o Macaé e Universo Goiânia.

- Agora a final do NBB pode ser em 2 jogos? Isso só não é pior do que sets de 21 pontos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário