Letão é o favorito a vencer Mundial de Skeleton, que tem início amanhã



Depois de receber o primeiro final de semana de disputas no Mundial de Bobsled, a centenária pista de St. Moritz se prepara para receber nesse final de semana as disputas no Mundial de Skeleton e no Bobsled para quatro. Mas nesse resumo iremos falar especificamente das disputas no Skeleton, que já teve início hoje, com o balizamento dos atletas.

Essa é a quinta vez que St. Moritz sedia o Mundial de Skeleton. A primeira vez (tanto da pista sediando, quanto do Mundial da modalidade) foi em 1982, quando Gert Elsässer (AUT) foi o vencedor. A última edição no local foi em 2007, quando Gregor Stähli (SUI) venceu a disputa entre os homens, e Noelle Pikus-Pace (USA) a feminina.

34 homens e 29 mulheres buscam o sonho de levar o ouro do Mundial para casa e credenciarem-se ainda mais ao status de favoritos em Sochi.

MASCULINO


O favorito a vencer a prova masculina é o letão Martins Dukurs, de 28 anos. O piloto está em ótima fase, venceu 20 das 22 provas em que disputou desde o início do ciclo olímpico de Sochi, é o atual tricampeão da Copa do Mundo e tetracampeão europeu, e de quebra, bicampeão mundial. Se conseguir o título no domingo, Dukurs empatará com Gregor Stähli no status de maior vencedor em Campeonatos Mundiais. Stähli está aposentado desde 2009, quando sofreu uma grave lesão que tirou a chance do atleta suíço de correr atrás do ouro olímpico que não conseguiu faturar em sua carreira. Stähli também é treinador de Dukurs, o que pode explicar parte do sucesso do letão nas provas de skeleton.

Para tentar barrar o sucesso de Dukurs, o provável maior adversário é o alemão Frank Rommel. Rommel ficou com o vice-campeonato mundial em 2012 e foi o único a conseguir bater Dukurs nestes últimos três anos.  Jon Montgomery, o atual campeão olímpico está em ritmo fraco após um ano sabático, apenas buscando classificar-se para Sochi e dificilmente deve figurar entre os primeiros colocados.

FEMININO


Se na disputa entre os homens, está faltando equilíbrio, na disputa feminina a briga é maior. 6 atletas que estarão fazendo as quatro descidas nesta quinta e sexta chegaram em primeiro lugar na Copa do Mundo nesta temporada: Marion Thees, da Alemanha; Katie Uhlaender e Noelle Pikus-Pace, dos Estados Unidos; Shelley Rudman, da Grã Bretanha; Sarah Reid, do Canadá; e Elena Nikitina, da Rússia. 

Mesmo assim, ainda há quem se sobressaia um pouco mais em relação a suas concorrentes, como Marion Thees. A bicampeã mundial venceu duas etapas e subiu ao pódio em outras cinco na atual temporada da Copa do Mundo. Thees também busca ser a maior vitoriosa em campeonatos mundiais. Sua principal adversária é a norte-americana Katie Uhlaender, que é a atual campeã mundial e está em St. Moritz ambicionando seu 2° título. Uhlaender também venceu duas etapas de Copa do Mundo nesta temporada.

Elena Nikitina venceu a última etapa da Copa do Mundo, na cidade de Igls (AUT), mas a jovem atual campeã mundial júnior não é uma grande favorita a vencer em St. Moritz. Noelle Pikus-Pace, campeã mundial em 2007 e campeã numa prova mista (Bobsled + Skeleton) não-olímpica nesse final de semana está no páreo. A canadense Sarah Reid está na terceira posição da Copa do Mundo, venceu uma etapa e também pode chegar no Top-5. Por último, a britânica Shelley Rudman que chegou a vencer uma etapa da Copa do Mundo, mas não vêm tendo um desempenho regular na competição.

Postar um comentário

To Top