Surto História: Eric Moussambani, o improvável herói olímpico

                                      
               
Pieter Van den Hoogenband (NED) venceu os 100m livres em Sydney 2000, mas a história mais marcante da Natação naquela edição de Jogos olímpicos foi a de Eric Moussambani (GEQ). No seu país de origem, foram realizadas três provas eliminatórias em uma piscina de 20m dentro de um hotel. Duas dessas provas foram vencidas pelo jovem nadador de 22 anos, que não tinha começado a nadar antes de Janeiro de 2000. Como ele não tinha dinheiro o bastante para pagar o uso da piscina, ele praticava uma vez por semana (aos domingos) por uma hora, as 6h da manhã. 

Eric chegou em Sydney achando que iria nadar na prova dos 50m rasos, mas seu técnico mandou ele competir na prova dos 100m, uma distância que ele nunca havia nadado antes na vida. Na manhã de 19 de Setembro de 2000, Moussambani estava na raia 1 da piscina Olímpica de Sydney, junto de Karim Bare (NIG) e Farkhod Oripov (TJK). Bare pulou antes do sinal de partida e foi desqualificado, o mesmo acontecendo com Oripov e assim, Eric competiu na primeira eliminatória sozinho. Mantendo a cabeça acima do nível da água, fez os primeiros 50m em 40,97s. Mas ele estava já totalmente esgotado fisicamente, e os 50m seguintes foram uma eternidade para o jovem africano. Nadando como podia, foi se arrastando até faltar 10m para a chegada, quando ele parou de seguir em frente. 

Os oficiais da competição pensaram em intervir e resgatar Moussambani, mas então quando ele ouviu a multidão gritando e o motivando, conseguiu juntar forças e conseguiu chegar ao final. Seu tempo: 1:52.72. 50 segundos mais lento que o tempo do segundo nadador mais lento nos 100m, Dawood Yosuf Mohamed Jassim (BRU) e sete segundos mais lento que o tempo de den Hoogenband nos 200m livres.

Em entrevista à Rede Globo em 2016, Eric falou do dia seguinte à sua prova e sua fama repentina: No dia seguinte quando levantei vi que estavam me procurando. Todo mundo perguntava por mim, a imprensa, os outros atletas. Lembro que quando fui ao refeitório todos queriam tirar foto comigo e eu não conseguia entender. Até que vi uma foto minha no refeitório e dizia assim "herói olímpico".

Aliviado por ter terminado a prova, Eric acenou para o público foi para o vestiário e começou a chorar. Apenas no dia seguinte ele descobriu que tinha se tornado uma celebridade. Encorajado pelos demais nadadores, e com ajuda da FINA(Federação internacional de natação) que começou a investir mais na natação africana, Moussambani decidiu continuar no esporte e ficar apenas nos 50m livres. No Campeonato Mundial do ano seguinte, ele marcou o tempo de 31s88 e ainda conseguiu ficar na frente de três nadadores ( um das Ilhas Marshall, um de Samoa e outro das Antilhas Holandesas).

Para os Jogos Olímpicos de 2004 em Atenas, Moussambani havia conseguido o índice ao nadar os 100m na casa dos 57 segundos, e iria representar seu país em mais uma Olimpíada. Porém, por conta de um erro administrativo da Federação de Natação de seu país, ele teve o seu visto negado, e não pode participar de sua segunda Olimpíada. Mas ficou marcado para sempre, como Eric the Eel (Eric 'a Enguia')

Abaixo segue o vídeo da prova:



Foto: AFP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes