COI promete investir US$ 10 milhões no combate ao doping


O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, prometeu investir 10 milhões de dólares (R$40,8 milhões) na luta contra o doping nos esportes. O valor será destinado em armazenamento de amostras de testes pré-olímpicos e em investigações e pesquisas. Witold Banka, novo presidente da Agência Internacional Anti-Doping (WADA em inglês), aprovou a proposta e prometeu adotar uma linha dura em sua administração.

"O novo futuro do antidoping começa hoje", disse Banka. "É ridículo que uma organização com status de regulador global tenha um orçamento de menos de US$ 40 milhões (R$163 milhões). Um clube de futebol médio tem um orçamento maior. Precisamos convencer nossos maiores parceiros de que, se você é um patrocinador de esportes, deve ser um patrocinador de um esporte limpo" complementou.

Atualmente, metade do orçamento da WADA, cerca de 40 milhões de dólares por ano é proveniente do movimento olímpico, o que mostra a importância desse investimento do COI. As amostras de Pequim e Londres resultaram em 123 testes positivos. Bach disse que um centro de armazenamento semelhante para amostras pré-testes similar custaria em torno de US$5 milhões (R$20,4 milhões).

Essa decisão do COI vem em um momento importante na luta contra o doping, após os casos envolvendo a Rússia e a manipulação de dados do laboratória em Moscou e vem aguardando uma decisão sobre agência anti-doping do país (RUSADA). "Não podemos manter nossos atletas nessa situação por um período tão longo", disse Yuri Ganus, chefe da RUSADA. "Estamos nessa crise há cinco anos e infelizmente está se tornando ainda pior e mais profunda agora."

Foto: Czarek Sokolowski / AP

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes