Presidente do Comitê Olímpico da Índia chama os Jogos da Commonwealth como "desperdício de tempo e dinheiro"


O presidente da Associação Olímpica da Índia (IOA em inglês), Narinder Batra, fez uma declaração polêmica e reacendeu a discussão sobre um possível boicote aos Jogos da Commonwealth Birmingham 2022. Um dos motivos da decisão é a omissão quanto às modalidades de tiros, ausente no programa dos Jogos.

Em entrevista ao Indian Express Bartra disse: ""Esses jogos não têm padrão. Para mim, isso é uma perda de tempo e dinheiro. Ganhamos 70 medalhas, 100 medalhas nos Jogos da Commonwealth, enquanto nas Olimpíadas (Rio 2016), ficamos apenas com duas. Isso significa que o nível de competição não é alto nos Jogos da Commonwealth."

O presidente ainda acrescentou a competição como um obstáculo na preparação para o maior evento esportivo do planeta. Sinto que não há nível suficiente de competição, deixando de lado dois ou três esportes", disse Bartra à Agência France-Press. Também não é um torneio de classificação. Então, por que perder tempo? Devemos preferir competições melhores e nos preparar para as Olimpíadas.

No dia 14 de novembro a delegação da Federação dos Jogos da Commonwealth (GCF em inglês) visitará o país. A presidente Dame Louise, afirmou que o objetivo da visita é "fornecer qualquer esclarecimento adicional necessário sobre a composição e o processo para determinar o Programa de Esportes dos Jogos da Commonwealth, reconhecendo as preocupações levantadas pela Índia".

Anfitriã de 2022, Birmingham afirmou não ser possível acomodar a modalidade. Os torneios de tiros apesar de não ser um esporte obrigatório, faz parte de todos os eventos desde Kingston 1966 (exceto Edimburgo 1970). A Índia é uma das forças da modalidade, conquistando 16 medalhas em Gold Coast 2018, sendo 7 ouros, qautro pratas e cinco bronzes.

Foto PTI

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes