Segundo site, Chris Coleman é acusado de perder testes antidoping e pode ficar fora de Tóquio 2020


Segundo o site Sportsmail, o velocista Christian Coleman (USA) está em risco de sofrer punição por violar o código antidoping e ficar de fora de Tóquio 2020.

De acordo com o site, Coleman perdeu três testes antidoping fora de competição em menos de 12 meses, o que segundo a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) é passível de violação do código e até dois anos de suspensão na primeira violação.

A Agência Mundial Antidoping (WADA), a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) e a USADA estão no momento discutindo o assunto e a equipe de advogados de Coleman está tentando anular uma das três faltas para evitar a suspensão.

Coleman é considerado o favorito para levar o ouro nos 100m em Tóquio 2020 e no Mundial que acontecerá em setembro, no Catar. Em 2018 o norte-americano alcançou a marca de 9.79s, se tornando o sétimo velocista mais rápido da história, mas 0.21s mais lento que o detentor do recorde mundial, Usain Bolt (JAM), obtido em 2009.

USADA, IAAF,a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) e o atleta não comentaram sobre o assunto.

Foto: REUTERS

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes