Resumão do Parapan 2019 - Dia 5






Atletismo





O Atletismo do Brasil conquistou 19 medalhas no último dia de disputas: oito medalhas de ouro, seis de prata e cinco de bronze.

Tivemos três dobradinhas brasileiras em Lima, sendo duas com altas doses de emoção: Nos 100m rasos T11, Lucas Prado e Felipe Souza cruzaram com o mesmo tempo - 11s25 e o ouro foi decidido no photo finnish: Prado ficou com o ouro por exatos 0.003 segundos!

Nos 200m T37 masculino, Victor antônio de Jesus liderava com folga quando sentiu a coxa nos metros finais. Mateus Evangelista se aproximou, mas não conseguiu roubar o ouro de Victor, que ficou com o tempo de 25s53, novo recorde parapan-americano. A terceira dobradinha veio sem emoção, nos 100m T47. Petrucio Ferreira sobrou e levou o seu segundo ouro com 10s59 - outro recorde parapan-americano quebrado. Yohansson Nascimento ficou com a prata com 11s03.

Outra presença dupla brasileira no pódio foi no arremesso de peso F55: Wallace Oliveira foi ouro e Sandro Varelo foi bronze; Outro ouro em prova de campo foi de Alessandro Rodrigo no arremesso de peso F11 com 13,17m, ganhando o ouro como presente de aniversário. Raíssa Machado levou o ouro no arremesso de dardo F55/56 com 22,64m. Ambas marcas são os novos recordes parapan-americanos. Fabrício Júnior levou ouro nos 100m rasos T2 com 10s97; Jhulia Karol levou o ouro nos 400m T11.

Jenifer dos Santos  levou a prata no salto em distância F36/37/38; Thalia Pereira ficou com a prata no lançamento de disco F41; O revezamento universal 4x100m, formado por Viviane Ferreira, Petrucio Ferreira, Verônica Hipólito e Ariosvaldo 'Parré' ficou com a prata.

Os bronzes restantes foram de Poliana Fátima no arremesso de dardo F54; Ketyla Paula nos 400m feminino T12;  Izabela Campos no arremesso de peso F12, Francisco Jeffe no arremesso de dardo F64; 

Ao todo, o atletismo nacional trouxe 82 medalhas, sendo 33 de ouro, 26 de prata e 23 de bronze. duas a mais em relação a Toronto





Basquete em cadeira de rodas






A seleção masculina perdeu para a Colômbia por 74 a 66 nas quartas de final e deu adeus ao sonho da medalha. Marquinhos foi o cestinha brasileiro, com 21 pontos. O Brasil enfrenta Porto Rico na disputa do 5º ao 8º lugar.







Futebol de 5 





O Brasil goleou a Costa Rica por 4 a 0 - três gols de Raimundo Nonato e um de Gledson - e está em segundo no campeonato, atrás da Argentina. A seleção brasileira encerra a primeira fase contra o Peru na quinta (29) .






Futebol de 7






O Brasil acabou sofrendo a primeira derrota na competição, para os Estados Unidos. E foi uma derrota bem sofrida, pois o Brasil vencia por 2 a 1 - gols de César e Hebert - no fim do primeiro tempo. No segundo tempo, os americanos empataram e viraram o jogo no último minuto. 

Brasil, Estados Unidos e Argentina estão empatados na liderança, mas os brasileiros lideram por saldo de gols em relação aos americanos e por confronto direto em relação aos argentinos. Amanhã, o Brasil fecha a participação na primeira fase contra a Venezuela.






Goalball






O Brasil venceu o Peru por 11 a 1 nas quartas de final do torneio masculino e avançou às semifinais. Alex Sousa foi o destaque do Brasil, com seis gols. Agora, a seleção brasileira enfrenta a Venezuela na semifinal.

Já a seleção feminina enfrentou o Peru e venceu por 10 a 0. Gleyse foi o destaque com quatro gols. As meninas do Brasil fecham sua participação na primeira fase contra o México.








Natação





Quinze medalhas foram conquistadas pela natação brasileira. Tivemos o ouro de Douglas Matera nos 100m S13; Daniel dias conquistando o 30º ouro parapanamericano da carreira nos 100m S5. Joana Neves nos 100m livre S4/S5 - com Patrícia Pereira ficando com o bronze.

Gabriel Cristiano foi ouro nos 100m borboleta S8 com Cecília Araújo também levando o ouro na prova feminina; Phelipe Rodrigues levou o ouro nos 50m livre S10. Tivemos também uma dobradinha com Wendell Belarmino (ouro) e José Luís Perdigão (prata), a última medalha de ouro veio no revezamento 4x100m medley 34 pts masculino, com Daniel Dias (trigésimo primeiro ouro), Lucas Mozela, Vanilton Filho e Phelipe Rodrigues.


Ruiter Silva e Vanilton Filho ficaram, respectivamente, com a prata e o bronze nos 400m livre S8/S9;  Mariana Gesteira ficou com a prata nos 50m livre S10 feminino; Gesteira, junto de Maria Dayanne Silva, Laila Suzigan e Cecília Araújo, levou outra prata no revezamento 4x100m medley 34 pts feminino. Felipe Caltrán levou o bronze nos 100m borboleta S14 masculino. 





Tênis em Cadeira de rodas





Daniel Rodrigues perdeu para Augustin Ledesma (ARG) por 2 sets a 0 (6/4 e 6/3) e na semifinal do torneio de simples masculino e vai disputar o bronze contra Casey Ratzlaff (USA).

Nas semifinais das duplas, Meirycoll Duval e Rejane Cândido perderam para Dana Mateson/Emmy Kaiser (USA) por 2 sets a 0 (6/0 e 6/1) no feminino e Daniel Rodrigues e Gustavo Carneiro também foram derrotados por Casey Ratzlaff/ Christopher Herman (USA) por 2 sets a 0 (6/4 e 6/2). Ambas as duplas vão disputar o bronze.





Vôlei sentado




O Brasil confirmou o favoritismo no masculino e venceu os Estados Unidos na final por 3 sets a 0 (25/18,25/22 e 25/12), levando a medalha de ouro. E de quebra, O Brasil carimbou sua vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio. Gilberto foi o destaque brasileiro com 14 pontos.

No feminino, O Brasil perdeu para os Estados Unidos por 3 sets a 0 (16/25,19/25 e 13/25) e ficou com a prata. As americanas ficaram com a vaga para Tóquio 2020. 


No quadro de medalhas, o Brasil continua como líder e próximo das 200 medalhas. O top 5 fica cada vez mais consolidado e faltando quatro dias para o Fim do Parpan, uma chance de entrada ou saída de um país nesse seleto grupo vai ficando cada vez mais remota:


fotos: Ale Cabral, Douglas Magno e Daniel Zappe  /Exemplus/CPB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes