Comitê olímpico dos Estados Unidos estuda sanções a esgrimista que se ajoelhou em protesto no pódio do Pan


O ato do esgrimista americano Race Imboden de se ajoelhar na execução do hino americano durante o pódio do florete por equipes na última sexta (9) nos jogos Pan-americanos de Lima pode causar consequências. O comitê olímpico e paralímpico dos Estados Unidos afirmou por meio de seu porta-voz, Mark Jones, que Imboden descumpriu regras de abstenção de manifestações políticas.

"Race não cumpriu ao compromisso que ele fez com o comitê organizador e com o USOPC. Nós respeitamos seus direitos de expressar seus pontos de vista, mas estamos desapontados por ele ter escolhido não honrar seu compromisso." Explicou.

Race Imboden explicou seus gestos por meio das redes sociais:  "Esta semana tive a honra de representar a Team USA nos Jogos Pan-Americanos, levando para casa o Ouro e o Bronze. Meu orgulho, no entanto, está ferido pelas múltiplas deficiências do país que eu amo tanto. Racismo, Controle de Armas, maus-tratos de imigrantes, e um presidente que espalha o ódio estão no topo de uma longa lista. Hoje eu escolhi sacrificar meu momento no topo do pódio para chamar atenção para questões que eu acredito que precisam ser abordadas. Encorajo outros a usar suas plataformas para capacitação e mudança."

Seu tweet vem uma semana após 29 pessoas morrerem em dois tiroteios em massa em Ohio e no Texas. O COI proíbe qualquer tipo de manifestação política na hora do pódio, alegando que o momento é para celebração e que esporte e política são movimentos separados.



Foto: Reprodução/Twitter

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes