Caratê do Brasil treina pesado para aproveitar status de esporte olímpico e conquistar medalhas em Lima



A equipe brasileira de karatê já está no Peru treinando forte para a estreia nos Jogos Sul-americanos Lima 2019, na próxima sexta-feira, dia 09. Formada por 15 atletas, sendo oito no kata e sete no kumite, o Brasil vem forte para mostrar que o status de esporte olímpico deu ainda mais força à modalidade que tem a tradição de trazer medalhas pan-americanas para o Time Brasil. 

A equipe nacional mescla a experiência do bicampeão mundial e medalhista de ouro em Toronto 2015, Douglas Brose, e a três vezes medalhista pan-americana, Valéria Kumazaki, com a juventude de Lucas Santos, de 19 anos, em seu primeiro Pan.

Após o treino realizado nessa terça-feira, dia 6, Douglas Brose foi cercado por voluntários praticantes da modalidade. Todos queriam tirar uma foto do bicampeão mundial. “Foi uma recepção maravilhosa. Essa é a magia do esporte. Isso me dá muita força e mais energia ainda para levar a medalha de ouro para o Brasil’, disse Brose, que, além do ouro, tem mais dois bronzes em Pans (Rio 2007 e Guadalajara 2011). 

Medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015, de prata no Rio 2007 e bronze em Guadalajara 2011, a paulista Valéria Kumizaki chegou empolgada com a oportunidade de conquistar mais uma medalha antes de voltar à maratona de competições em busca da vaga olímpica. “A equipe chega muito bem. Estávamos treinando forte no CT Time Brasil tanto para alcançar a vaga olímpica quanto para conquistar o ouro aqui em Lima”, afirmou Valéria, que foi porta-bandeira da delegação brasileira nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018.

Foto: COB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes