Pentatleta Victoria Marchesini é flagrada em exame antidoping

Considerada uma das revelações do Pentatlo moderno brasileiro, Victoria Marchesini de 20 anos, foi flagrada em um exame antidoping em dezembro de 2018, durante a disputa do campeonato brasileiro da modalidade, a primeira vez que uma competição nacional de pentatlo teve controle antidopagem.

Victoria foi pega com duas substâncias:Oxandrolona e GW 501516. A primeira é um esteroide anabolizante androgênico, derivado do hormônio masculino, a testosterona. Ele aumenta a massa muscular e diminui o tempo de recuperação dos atletas.

Já o GW 501516 é uma substância proibida e somente é encontrada à venda no mercado negro, pois ela pode causar câncer se usada em excesso. Ela também ajuda no aumento da força física e muscular. Por conta de ter sido pega com duas substâncias, Victoria deverá pegar quatro anos de suspensão. 

Victoria está suspensa preventivamente e seu advogado  já pediu a contraprova, já que segundo ele, Victoria tem total desconhecimento de ter ingerido essas substâncias: "Ela sequer tem conhecimento das substâncias que pode usar e sequer foi orientada pela confederação. Foi a primeira vez que ela fez esse tipo de exame. Estamos apurando e verificando se houve realmente o uso dessas substâncias ou não e também em relação a uma eventual contraprova" Afirmou Vinícius Cascone, advogado da atleta.

A confederação brasileira de pentatlo moderno não quis se pronunciar sobre o tema. 


foto: Kassius Trindade

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes