Coluna Nihonde wa Surto - Muito além do paladar, no Japão se come com todos os sentidos

Por Luane Lima Magalhães

A culinária japonesa é conhecida no mundo todo. É possível comer sushi, sashimi, temakis, lamen e outros pratos tradicionais em qualquer país no mundo. Em alguma esquina se encontra um "japa" (só não vamos entrar aqui no mérito das adaptações às receitas originais de tudo. Afinal, no Japão, sushi não tem cream cheese e por aí vai....) Porém, nem todo mundo que diz amar "um japonês" faz ideia da complexidade cultural que está envolvida em cada prato, desde o mais corriqueiro e caseiro bentô até o que é servido na mesa do imperador.

Os japoneses não comem só com o paladar, eles comem com todos os sentidos, por assim dizer. O paladar que sente os sabores é extremamente importante, mas visão também o é. É com ela que se percebe a harmonia das cores dos pratos bem apresentados em porcelanas decoradas. Enchem os olhos aqueles "tchawan" (tigelas) decorados e dispostos na mesa. E os pratos quadrados e retangulares azuis ou pretos? Aliás, o preto é usado nos pratos porque ele ajuda destacar a cor das comidas.

Ah! isso, as cores! Por influência budista, os japoneses utilizam cinco cores bases nos pratos – branco, preto, vermelho, verde e amarelo. Um bom exemplo seria uma refeição do dia a dia composta por arroz branco (gohan) salpicado de sementes pretas de gergelim, um umeboshi vermelho (ameixa japonesa em conserva), tamagoyaki (omelete japonesa) e legumes e vegetais verdes.

Enquanto o olfato, capta os cheiros, o tato é importante para sentir a textura dos alimentos em si e da louça que deve ter a forma e toque corretos nas mãos. Já a audição capta todos os sons que a degustação da refeição proporciona.

Assim como muitas coisas no Japão, comer é um ritual. Mesmo simples, mesmo apressado, mesmo rotineiro. Prova disso é a gratidão pelo alimento. Lá existe uma expressão que me deixou apaixonada quando entendi o que significava. Antes de começarmos qualquer refeição, meu marido, sempre coloca as mãos em prece e diz "Itadakimasu".

O significado é lindo e muitos traduzem como “Obrigado pela comida”, mas ao pé da letra “Itadaku” significa “receber humildemente“. Ou seja, é um agradecimento por estar recebendo a comida. Uma vez também li que não é uma agradecimento só para quem preparou aquela comida, mas tudo envolvido naquele prato. Desde a pessoa que o preparou e serviu, até mesmo os animais e plantas que deram a vida para estar ali. Bonito, né?

Então, antes de aproveitar um belo e saboroso prato japonês ou mesmo aquele nosso arroz com feijão, bife e batata frita, não esqueça de agradecer também. Gratidão ainda vai salvar o mundo, meus amigos.


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes