Guia PyeongChang 2018 - Luge

Os competidores descem uma pista de gelo composta por curvas e mudanças de direção repentinas. Para isso são utilizados trenós de fibra de vidro, onde os atletas se posicionam de costas e com os pés voltados para a frente. O Luge é considerado um dos esportes mais perigosos dos Jogos Olímpicos, tendo em vista que os trenós podem atingir 140km/h.


Como será em PyeongChang: A dinâmica do luge é simples, na disputa masculina e feminina os atletas fazem duas descidas em um dia e duas no outro, os atletas com os piores tempo ao final de 3 descidas são eliminados, quem tiver o menor tempo ao fim de 4 descidas vence. Nas duplas são apenas 2 descidas em um único dia e na disputa por equipes são 3 descidas, uma masculina, outra feminina e a outra da dupla.


Masculino
Data: 10 e 11 de fevereiro
Sede: Alpensia Sliding Center
Competidores: 38 de 19 países
Favoritos ao ouro:   Felix Loch |  Wolfgang Kindl |  Roman Repilov
Candidatos a medalha:   Dominik Fischnaller |  Semen Pavlichenko


Atual bi-campeão olímpico, o alemão Felix Loch é novamente favorito ao ouro em PyeongChang. Apesar de ter sido vice-campeão da Copa do Mundo na última temporada e ter ido abaixo das expectativas no mundial, o alemão é o atual líder da temporada e parece ter voltado a boa forma no momento certo. Atual vice-líder da copa do mundo, o austríaco Wolfgang Kindl parece ser a grande ameaça ao tri de Felix Loch. Atual campeão mundial o austríaco emplacou também dois terceiros lugares e um vice campeonato na copa do mundo. 

O Atual campeão da copa do mundo e atual vice-campeão do mundo, o russo Roman Repilov também poderá estragar o sonho do tri de Felix Loch. Medalha de bronze no mundial, o italiano Dominik Fischnaller corre por fora na briga.



Feminino
Data: 12 e 13 de fevereiro
Sede: Alpensia Sliding Center
Competidores: 31 de 14 países
Favoritos ao ouro:   Natalie Geisenberger |  Tatjana Hüfner
Candidatas a medalha:   Alex Gough |  Erin Hamlin |  Dajana Eitberger


Vencedora das últimas cinco edições de copas do mundo e atual campeã olímpica, a alemã Natalie Geisenberger é favorita ao bi em PyeongChang. Apesar de ter sido apenas a sexta colocada no último mundial, Natalie lidera a atual temporada da copa do mundo e chega em grande fase em PyeongChang
Atual campeã do mundo, a também alemã Tatjana Hüfner é quem pode ameaçar o bi de sua compatriota. Campeã olímpica em Vancouver 2010 a atleta de 34 anos vai em busca do bi olímpico naquela que pode ser a sua última olimpíada. Atual terceira colocada na temporada da copa do mundo, a canadense Alex Gough corre por fora na briga, medalha de prata nas duas últimas etapas de copa do mundo, a canadense vive uma boa fase e pode chegar com moral em PyeongChang. 

Bronze em Sochi e atual vice-campeã do mundo, a norte-americana Erin Hamlin também corre por fora, a atleta é apenas a sétima colocada na atual temporada da copa do mundo mas pode crescer nas olimpíadas. Atual quarta colocada da copa do mundo, Dajana Eitberger pode surpreender na olimpíada.


Duplas
Data: 14 de fevereiro
Sede: Alpensia Sliding Center
Competidores: 26 duplas de 13 países
Favoritos ao ouro:   Toni Eggert/Sascha Benecken |  Tobias Wendl/Tobias Arlt
Candidatos a medalha:   Peter Penz/Georg Fischler |  Andris Sics/Juris Sics |  Cristian Obertolz/Patrick Gruber


Nas 4 últimas copas do mundo o título ou ficou com Toni Eggert e Sascha Benecken ou com Tobias Wendl e Tobias Arlt, as duplas da Alemanha são as grandes favoritas ao ouro em Pyeongchang. Toni e Sascha venceram a última copa do mundo, o último mundial e são atuais líderes da temporada da copa do mundo, por isso levam uma vantagem sobre seus compatriotas. 

A dupla Tobias é a atual campeã olímpica e vai em busca do bi. Atual terceira colocada da temporada a dupla da Áustria Peter Penz e Georg Fischler é a favorita ao bronze. Os irmãos Sics da Letônia não tiveram um ciclo inspirador mas costumam crescer em Olimpíadas, e se a história de Vancouver e Sochi se repetir em PyeongChang a dupla letã conseguirá mais uma medalha olímpica. Christian Obertolz e Patrick Gruber conseguiram 2 bronzes em mundiais no ciclo e correm por fora na briga pelo bronze.



Equipes
Data: 15 de fevereiro
Sede: Alpensia Sliding Center
Competidores: 12 equipes 
Favoritos ao ouro:   Alemanha
Candidatos a medalha:   Letônia |  Canadá |  Estados Unidos |  Atletas Olímpicos da Rússia |  Áustria


Algo diferente de Alemanha campeã será uma enorme surpresa, pois sua equipe multi-campeã dificilmente não irá conquistar o ouro. A briga será mais acirrada pela prata e pelo bronze, os EUA tiveram uma grande regularidade no ciclo conseguindo vários bronzes na copa do mundo e a prata no último mundial. A Rússia conseguiu bronze no mundial e na copa do mundo e apesar da má fase na atual temporada, também vai brigar por medalha. 

A Letônia foi prata no mundial em 2016 e prata na última temporada da copa do mundo,e mesmo ocupando apenas o quinto lugar na atual temporada podem chegar forte nas Olimpíadas. O Canadá é o segundo colocado na atual temporada da Copa do Mundo e conseguiu bronze nos mundiais em 2015 e 2016, também . A surpresa no bolo dos que brigam por medalha pode ser a Áustria, atual terceira colocada da temporada. A equipe austríaca não conseguiu medalha alguma por equipes durante o ciclo mas estão crescendo no fim do ciclo e vão lutar pelo pódio em PyeongChang.


Curiosidades:


- O luge provocou duas mortes em Olimpíadas, uma na estréia do esporte em olimpíadas em Innsbruck 1964 e a mais recente delas em Vancouver 2010 provocou a morte de Nodar Kumaritashvili da Geórgia.

- A Alemanha é o país que mais medalhas conseguiu em olimpíadas.

- O italiano Armin Zoeggeler com 6 medalhas foi o atleta que mais conseguiu medalhas olímpicas na história do luge.

fotos: Getty Images

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes