Últimas Notícias

FALTAM 23 DIAS PARA PARIS!!! Hoje vamos falar do atirador e vice-campeão olímpico Felipe Wu

 





Estamos há 23 dias dos Jogos Olímpicos de Paris e o destaque de hoje vai para o atirador esportivo Felipe Wu, que fez história na modalidade do país.


Nome: Felipe Almeida Wu

Local e data de nascimento: São Paulo (SP), 11 de junho de 1992

Olimpíadas:

  • Rio 2016 - Prata na pistola de ar 10m e 39º lugar na pistola de ar 50m
  • Tóquio 2020 - 32º lugar
Divulgação/CBTE


Principais conquistas:


  • Prata nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2010
  • Ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 e bronze em Santiago-2023
  • Ouro nos Jogos Sul-Americanos de 2010 e 2014

Você sabia?




  • Neto de chineses e filho de atiradores, Felipe começou a praticar o tiro aos 9 anos com seu pai. Sua primeira competição foi aos 12 anos de idade
  • Ele é oficial do Exército Brasileiro desde 2013 e formado em Engenharia aeroespacial
  • Ele foi o primeiro atleta brasileiro do tiro esportivo que ganhou uma medalha olímpica  na modalidade desde Antuérpia-1920, ou seja, 96 anos.
  • Em 2016, nos Jogos Olímpicos do Rio, ficou atrás do medalhista de ouro, o o vietnamita Xuan Hoang por apenas 0,4 pontos.
  • No último tiro, Felipe Wu conseguiu um excelente 10.1. Mas Hoang conseguiu um tiro praticamente impossível, com 10.7 e ficou com o ouro
  • Felipe Wu se qualificou para a olimpíada de Tóquio praticamente na última chance. Na capital japonesa, ele não foi muito bem, terminando em trigésimo segundo lugar.
  • Infelizmente Felipe Wu não conseguiu se classificar para a Olimpíada de Paris-2024. Mas como o tiro esportivo é um esporte onde a idade não pesa tanto quanto em outras modalidades, Felipe deverá ter outras chances de disputar mais Jogos Olímpicos
  • Felipe namora a também atiradora Rosane Budag
  • Felipe é fã da franquia Harry Potter


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar