Últimas Notícias

Brasil perde para China e está fora da VNL; EUA, Polônia e Turquia avançam

A seleção brasileira feminina entrou em quadra nesta quinta-feira (13) contra a China na disputa das quartas de final da Liga das Nações em Arlintgon, nos Estados Unidos

Brasil perde para China nas quartas de final da VNL. (Foto: Volleyball World)


Após perder os dois primeiros sets, o time comandado por José Roberto Guimarães parecia não conseguir se recuperar para um terceiro. Guiadas pela capitã Gabi Guimarães, as brasileiras garantiram o placar de 25x20 e foram em busca da vitória do quarto set. Com 15 bloqueios, as chinesas garantiram a vitória por 25x23 e avançaram para a próxima fase. 

A central Thaisa Daher foi a maior pontuadora do Brasil com 18 pontos, seguida por Gabi com 16. Do lado chinês, Li Yingying marcou 16 pontos e Gong Xiangyu com 14. Nas semifinais, elas encaram a Polônia, que eliminou a Alemanha por 3 sets a 1 (25/12, 21/25, 25/21 e 26/24). 

Estados Unidos e Turquia avançam

As donas da casa, as norte-americanas, venceram o Japão na quarta-feira (12) por 3 a 1 (25/23, 25/21, 18/25 e 25/18). A oposta Andrea Drews foi o destaque dos Estados Unidos com 13 pontos, enquanto Wada Yukiko marcou 14 pontos para o Japão.

Estados Unidos participam das semifinais em casa. (Foto: Volleyball World)

A Turquia venceu a Itália, atual campeã da VNL, por 3 a 0 (25/20, 25/15 e 25/18). Sem a presença da oposta Paola Egonu, as italianas não conseguiram defender o título. Do lado turco, Melissa Vargas foi o grande destaque com 16 pontos. 

Semifinais (15/07)

China x Polônia - 18h 
Estados Unidos x Turquia - 21h30

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar