Últimas Notícias

Reuniões entre equipe da CBTM e WTT começam a detalhar estrutura para a realização dos torneios internacionais de 2023

Foto: WTT

O pontapé inicial para a formatação do WTT Contender Rio de Janeiro foi dado na segunda-feira (16), na sede da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), na capital fluminense. Uma reunião envolvendo a equipe da entidade e o gerente de parcerias do WTT nas Américas, Gonzalo Barak, serviu como ponto de partida das ações práticas para a realização do torneio, marcado para acontecer entre 7 e 13 de agosto, na Arena Carioca I, no parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Na reunião, estiveram presentes o presidente da CBTM e vice-presidente da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), Alaor Azevedo; o vice-presidente da CBTM, Vilmar Schindler; a diretora da entidade, Jacqueline Godoy; e o líder de eventos, Edir Oliveira.

Vale lembrar que além do WTT Contender Rio de Janeiro, o Brasil receberá outros dois eventos internacionais na temporada: o Aberto Paralímpico – Fator 20, de 24 a 26 de março, em São Paulo (SP); e o WTT Youth Contender, entre 28 de junho e 1 de julho, no mesmo local do WTT Contender.

“Para o WTT, o Brasil é um mercado estratégico, muito importante. Não só pelo tamanho, mas também pela estrutura profissional que sua Confederação apresenta, já há muitos anos, e sempre crescendo. Queremos muito mais, o Brasil pode alcançar ainda mais. É fundamental para nós”, explica Gonzalo Barak.

“Começamos aqui a estudar o WTT Contender. Teremos várias reuniões nesta semana. Basicamente, a ideia é sair daqui com um orçamento já definido e definir questões como, por exemplo, a venda de ingressos, no mesmo formato que fizemos no Desafio Brasil x França. Teremos vários atrativos nessa competição. Queremos introduzir várias atrações, como shows de escolas de samba, bandas nacionais, ativar a questão da televisão. E sairemos daqui com todo o plano de ações para a competição”, detalha Alaor Azevedo.

Outros detalhes estruturais serão discutidos em visitas técnicas ao local do evento, que utilizará também a estrutura da Arena Carioca II, como área de aquecimento dos atletas. A iluminação, que já foi testada em edições do TMB Platinum, desta vez terá que ser diferenciada, para a realização da entrada dos atletas nos jogos decisivos, padrão utilizado pelo WTT.

“É uma semana para começarmos a pensar o Contender. Para nós, é um momento histórico, pois o Brasil volta a organizar um evento do circuito mundial depois de muitos anos. O Brasil é o maior mercado das Américas, com um potencial muito grande. Vamos conversar com muitas agências e empresas que gostariam de fazer parte deste evento e explorar ao máximo o potencial do torneio”, finaliza o gerente do WTT, empolgado com a competição no Brasil.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar