Últimas Notícias

Nicole Silveira fica na 14ª colocação da etapa da Alemanha da Copa do Mundo de skeleton

 

Nicole descendo a pista de Winterberg (Foto:  Divulgação/IBSF)

A brasileira Nicole Silveira foi a 14ª colocada na etapa de WInterberg (ALE) da Copa do Mundo de skeleton realizada nesta sexta (06), após fazer o tempo total de 01:58.46. O título ficou com a neerlandesa Kimberley Bos, que fez o tempo de 1:57.18, foi a quarta campeã de etapa diferente nesta temporada e conquistou sua terceira vitória seguida na pista alemã.

Na primeira descida, a brasileira não conseguiu ser tão rápida e ainda foi atrapalhada por um toque no muro, logo no começo da volta. Com isso, ela fez o tempo de 59.20s, terminando a primeira descida na 11ª colocação. A canadense Mireia Rahneva foi a primeira fazendo 58.60s.

Na segunda descida, Nicole teve um percurso sem batidas, mas não conseguiu ser tão rápida e ainda teve dificuldade na parte aberta da pista, que estava molhada em razão da chuva. Com isso, ela fez o tempo de 59.26. Ao final da volta, ela virou para a câmera e disse: "Adeus, Pelé. Obrigado por tudo".

Bos tinha feito o segundo tempo na primeira descida e assumiu a liderança na segunda, quando fez 58.50. Rahneva acabou fazendo 58.64 na sua última volta e ficou na segunda colocação. A alemã Hannah Neise fechou o pódio.

A próxima etapa é em Altenberg, na próxima sexta. Nicole também se prepara para o Mundial da modalidade, que acontecerá nos dias 26 e 27 de janeiro, e St. Moritz, na Suíça.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar