Últimas Notícias

Filipinas almeja equipe maior em Paris 2024 após ouro histórico em Tóquio 2020

Reprodução: iwf.sport

 

O presidente do Comitê Olímpico Filipino (POC), Abraham Tolentino, tem como meta enviar uma equipe maior para representar o país nos Jogos Olímpicos do ano que vem em Paris, em comparação com Tóquio 2020. As Filipinas enviaram 19 atletas para os jogos no Japão, conquistando sua primeira medalha de ouro em olimpíadas com Hidilyn Diaz, no levantamento de pesos feminino até 55 quilos.

 

A equipe presente em Tóquio foi a maior equipe do país em uma Olimpíada desde Sydney 2000, contra 13 presentes no Rio 2016. Tolentino, presidente do POC desde 2019, acredita que um novo aumento é possível para Paris 2024. "Vamos tentar superar os 19 atletas de 11 esportes das Olimpíadas de Tóquio em Paris", disse ele, conforme relatado pelo The Philippine Star.

 

Tolentino, que também é presidente da Federação Integrada de Ciclismo das Filipinas e prefeito de Tagaytay, insistiu que isso exigiria um esforço coletivo do POC e do governo por meio da Comissão de Esportes das Filipinas.

 

A expectativa é que Hidilyn Diaz, no levantamento de pesos, volte a figurar entre os aspirantes a medalhas do país, ao lado dos boxeadores Nesthy Petecio, Carlo Paalam e Eumir Marcial. Estes últimos dependem da presença do esporte nos Jogos por dúvidas sobre a governança da Associação Internacional de Boxe. 

 

Petecio e Paalam conquistaram medalhas de prata em Tóquio 2020, enquanto Marcial conquistou o bronze, o que contribuiu para o melhor desempenho das Filipinas nas Olimpíadas.

 

O ginasta Caloy Yulo, o saltador com vara Ernest John Obiena e o levantador de pesos Elreen Ando estão entre os outros candidatos a subirem ao pódio em Paris 2024, que está programado para acontecer entre 26 de julho e 11 de agosto. 

 

As Filipinas têm uma população estimada em quase 110 milhões, a 13ª maior do mundo, e Paris foi a cidade em que fez sua estreia olímpica em 1924. O páis competiu em todas as edições de verão desde Moscou 1980, quando participou de um boicote liderado pelos Estados Unidos, e participou de seis Olimpíadas de Inverno, incluindo as três edições mais recentes.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar