Últimas Notícias

Federação Russa de Nado Sincronizado espera competir em eventos asiáticos

Reprodução: tass.com – Foto: EPA-EFE/Antonio Bat

 

A Federação Russa de Nado Sincronizado (RSSF) emergiu como o mais recente órgão governamental na Rússia a considerar a participação em eventos asiáticos. A presidente da RSSF, Olga Brusnikina, tricampeã olímpica, disse à agência de notícias estatal russa TASS que a organização está estudando a possibilidade de disputar competições que ocorrerem na Ásia.

 

Os atletas russos seguem em sua maioria com proibição vigente para competições internacionais devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, mas um número crescente de federações esportivas no país está olhando para as competições que ocorrem na Ásia como uma possível oportunidade para eles competirem.

 

A presidente da RSSF, Olga Brusnikina, ressalta que "A questão das mudanças para a federação asiática é complexa. Não é decidido no nível da federação, mas no nível do Comitê Olímpico Russo (ROC), do Comitê Olímpico Internacional (COI) e da Federação Internacional de Natação [World Aquatics]. Hoje estamos considerando a possibilidade de participar de algumas competições asiáticas, visto que nosso principal rival está competindo na Ásia (a China).

 

Brusnikina, no entanto, revela que a decisão sobre uma eventual participação será feita pela treinadora principal da seleção nacional, Tatyana Nikolaevna Pokrovskaya mas que do ponto de vista do treino e da prática competitiva de atletas e treinadores, a participação em quaisquer competições é uma vantagem.

 

A Federação Russa de Futebol e a Federação Russa de Natação são outros órgãos governamentais que manifestaram interesse em participar de torneios asiáticos. A mudança ocorre depois que a Cúpula Olímpica, presidida pelo presidente do COI, Thomas Bach, concordou unanimemente em seguir uma proposta pelo Conselho Olímpico da Ásia (OCA) para permitir que atletas da Rússia e de Belarus participem de suas competições.

 

A OCA se ofereceu para facilitar a participação de atletas russos e de Belarus em competições na Ásia sob sua autoridade, respeitando as sanções em vigor. O presidente interino da OCA, Randhir Singh, argumentou que a necessidade de "medidas de proteção" em vigor para os atletas não existia mais no continente asiático ao falar na Cúpula Olímpica realizada no início deste mês.

 

A Rússia é a nação mais bem-sucedida na natação artística nos Jogos Olímpicos, com o ROC conquistando duas medalhas de ouro em Tóquio 2020.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar