Últimas Notícias

Cavaleiro Yuri Mansur conquista o bronze em prova de saltos GP5* nos Países Baixos

Foto:  FEI/Arnd Bronkorst



No domingo, 29/1, teve Brasil no GP5*, a 1.60m, 12ª etapa da concorrida liga do oeste europeu para a Copa do Mundo 2022/2023, no Concurso de Salto Internacional 5* de Amsterdã, nos Países Baixos. O cavaleiro olímpico Yuri Mansur, montando Vitiki, deu show de categoria conquistando a 3ª colocação. Dos 36 conjuntos top mundiais, oito foram ao desempate, idealizado pelo neerlandês Quintin Maertens, com 160 mil euros em jogo.

Sagrou-se campeão o francês Julien Epaillard, apresentando Donatello d´Auge, que garantiu a terceira vitória nas seletivas da Copa do Mundo do Oeste Europeu , seguido pelo suíço Edourad Schmitz com Quno, ambos sem faltas, em 42s04 e 43s44. Sem faltas no tempo de 44s42, Yuri e Vitiki garantiram o 3º posto e a fatia de 24 mil euros.

Mansur, 44, está muito satisfeito com a classificação, especialmente, pela conquista montando Vitiki. Em 2018, o cavalo havia sofrido em fratura na quartela do anterior direito em Aachen, na Alemanha, e sua lenta recuperação foi extraordinária. “Tivemos uma história longa e difícil, mas a maneira que o Vitiki está saltando nesse início de temporada é simplesmente inacreditável. Obviamente, toda prova que salto com o Vitiki já é uma realização grande. Quando comprei o Vitiki, eu senti que seria um dos melhores cavalos do mundo, um fenômeno. Tivemos o acidente, a trajetória para voltar a saltar, voltar a competir em um concurso cinco estrelas, que ele mal havia participado. Durante um tempo eu não achava que voltaria a ser um cavalo competitivo de verdade a 1.60m", destacou Yuri, em entrevista para CBH.

"Hoje ele provou que voltou não somente ao nível em que já esteve um dia, mas está melhor do que antes do acidente. Nos últimos quatro Concursos cinco estrelas, ele zerou todos os percursos. Então realmente é um sonho", acrescentou o cavaleiro que vem de dois quarto lugares com Vitiki nos GPs5* de Leipzig, em 22/1, e Basel, em 15/1. Em 2022, entre as conquistas da dupla, destaque para o vice no GP5* Rolex em La Baule, na França.

A final da Copa do Mundo 2022/2023 acontece entre 4 e 8 de abril, em Omaha, nos EUA. Para Yuri, no entanto, o principal objetivo com Vitiki é a busca de uma vaga no Time Brasil nos Jogos Pan-americanos 2023 no Chile.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar