Surto em Tóquio #1: primeiro teste negativo e bastidores a poucos dias do embarque para Tóquio - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Surto em Tóquio #1: primeiro teste negativo e bastidores a poucos dias do embarque para Tóquio

Compartilhe

Mudança de mês sempre dá aquele frio na barriga e a chegada de julho é especial para nós: estamos oficialmente no mês olímpico. Para o Surto Olímpico, que se prepara para sua segunda cobertura, é ainda mais especial! Neste espaço, eu, Mateus Nagime, enviado do Surto a Tóquio, compartilharei os detalhes da viagem, desde os preparativos, até os bastidores. Todo dia, teremos um post novo aqui relatando algum lance especial para que você não fique só por dentro de tudo que rola em Tóquio, mas dos bastidores da notícia também.


Esta é uma Olimpíada mais do que especial, já que foi adiada em um ano e segue bastante afetada pela pandemia de Covid-19 - que continua matando milhares de pessoas por dia no Brasil e no mundo - com mil e um protocolos. Posso afirmar sem dúvidas que passei mais tempo resolvendo burocracia de documentação e prevenção do que acompanhando e noticiando esportes olímpicos de fato. Mas sem reclamação: tudo isso é para garantir uma Olimpíada mais segura a todos e que tudo dê certo quando mais importa, entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.


Para garantir os 14 dias de quarentena no hotel que a organização pede e para fugir dos preços exorbitantes durante os dias olímpicos, além de aproveitar passagens mais baratas, decidimos partir neste domingo, dia 4. Eu já sou super ansioso (mesmo que não pareça), e já tive pesadelo de ser barrado em aeroporto por teste positivo de covid. Melhor ir prevenido.


Aproveitamos para anunciar que nossa vaquinha está quase encerrando! Ela é fundamental agora com os gastos adicionais de quarentena e testes de covid-19 obrigatórios. Se você quiser colaborar com nossa cobertura para Tóquio, clique aqui. Você nos ajudará a fazer uma cobertura de qualidade e temos ainda brindes para nossos apoiadores!!


A partir do dia 6, data da minha chegada, contarei um pouquinho do dia-a-dia da quarentena, da aclimatação, e pouco depois já contaremos as histórias olímpicas, visto que, após o quarto dia em solo japonês, estará liberada a minha ida para locais de competição e treinamento. Isso, claro, se todos os testes diários de Covid-19 vierem negativos, como esperamos. Na noite de ontem, saí de Campos dos Goytacazes-RJ, cheguei em São Paulo - posso dizer que minha viagem já começou - e já fiz o primeiro de dois testes PCRs exigidos e, ufa: deu negativo! Não sei se a enfermeira foi muito boa, mas até que eu gostei do cotonete!!


Nos primeiros dias, compartilharei um pouco os protocolos e formulários super detalhados que nos pedem, para mostrar que aparentemente o Governo japonês e o Comitê Organizador de Tóquioestão fazendo sua parte. Quais são suas maiores dúvidas a respeito? Digam aí, comentem e escrevam nas nossas redes e tentarei responder todas questões!!


Antes, uma pequena anedota da história dessa foto da credencial: o Regys Silva, nosso chefe, me mandou e-mail pedindo urgente uma foto com fundo branco e tudo branco para ser enviado ao COB, lá nos confins de 2019, num mundo sem covid. Ao invés de eu ir para um software e retirar o fundo de uma foto legal ou mandar uma foto antiga de passaporte, tive a ideia de simplesmente por uma camisa branca, ir para um fundo branco e tirar foto antes de ir ao trabalho. 


Ao coletar a credencial, não pude escapar um pensamento de “nossa, justamente essa foto para me representar?”. Mas com o tempo, não só passei a gostar dela, como acho que representa bem os perrengues (chiques) do nosso dia-a-dia, na busca e luta por trazer informação para vocês e em prol do jornalismo independente esportivo. Rumo com o Surto em Tóquio!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário