Remadores do Brasil já estão na Suíça para a disputa da Regata de Qualificação Olímpica - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Remadores do Brasil já estão na Suíça para a disputa da Regata de Qualificação Olímpica

Compartilhe



A seleção brasileira de remo chegou na terça-feira (11) em Lucerna, na Suíça, para competir na Regata Final de Qualificação Olímpica. Os atletas disputam vagas em três barcos: Dois Sem Masculino, Double Skiff Peso Leve Masculino e Feminino. Este é o último evento classificatório do remo para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

As provas acontecem entre 15 e 17 de maio na raia do Lago Rotsee. Os remadores partiram para a Suíça no dia 31 de abril, aproveitando o tempo até o evento para treinamento e aclimatação. O período foi também de isolamento social, já que os participantes da Regata precisarão seguir um rígido protocolo para competir. Os atletas passarão ainda por novos testes antes de obterem a permissão para entrada na raia em Lucerna.

BARCO DOIS SEM MASCULINO: Gabriel Campos e Willian Giaretton

Na disputa pela vaga do Dois Sem Masculino (M2-) está a dupla Gabriel Campos e Willian Giaretton, atletas do Corinthians (SP). Eles obtiveram o melhor índice na Qualificação Interna da CBR entre os barcos olímpicos, demonstrando capacidade para disputar este evento. Restam ainda 2 vagas para Tóquio na categoria, com barcos de 14 barcos competindo.

A dupla viajou acompanhada pelo treinador Fernando Campos Mello, do Corinthians (SP), e realizou seus treinos no Lago Greifensee, em Zurique, com auxílio do clube local Grasshopper Club Zürich. Com 13 esportes, incluindo um time de futebol participante da Champions League, o Grasshoper é um dos maiores clubes da cidade. Os brasileiros utilizaram a sede secundária do remo, que recebe menor quantidade de atletas durante a semana.

BARCO DOUBLE SKIFF PESO LEVE MASCULINO: Emanuel Borges e Evaldo Becker

Os atletas Emanuel Borges e Evaldo Becker, do Flamengo (RJ), formam dupla na disputa do Double Skiff Peso Leve Masculino (LM2x). A guarnição obteve a terceira colocação na Regata de Qualificação Continental, em março, conquistando índice dentro da cota de qualificação. Porém, devido ao regramento do evento, apenas um barco por país poderia se classificar. A regra permite nova tentativa, válido pela capacidade demonstrada pelos atletas.

São 3 vagas em aberto para 15 países inscritos. Os atletas viajaram acompanhados pelo treinador Bernhard Stomporovski, do Flamengo (RJ), e realizaram o treinamento na cidade de Eglisau, 20km ao norte de Zurique. Este período de aclimatação é muito importante para os atletas, que precisam se adaptar rapidamente para competir em um clima diferente do Brasil. A temperatura variou entre 4° e 18°C, com chuva fraca ao longo da semana.

BARCO DOUBLE SKIFF PESO LEVE FEMININO: Isabelle Falck e Vanessa Cozzi

Na categoria feminina, as remadoras Isabelle Falck e Vanessa Cozzi entram na disputa pela vaga no Double Skiff Peso Leve (LW2x). Esta guarnição obteve a segunda colocação na Regata de Qualificação Continental, também conquistando índice dentro da cota de qualificação. Porém, ficou sem a vaga devido ao regramento do evento. A regra permite nova tentativa, válida pela capacidade demonstrada pelas remadoras.

Quinze países inscreveram barcos para as 3 vagas em aberto nesta categoria. A dupla realizou o treinamento em Eglisau juntamente com o Double Masculino e o treinador Bernhard. A pequena cidade suíça de apenas 5.200 habitantes é banhada pelo famoso Rio Reno, onde a dupla fez seus treinos no barco. Esta parte do rio tem águas mais calmas por conta de diversas represas construídas na região.

Single Skiff Masculino já está garantido em Tóquio

O Brasil já tem um barco olímpico garantido em Tóquio: o Single Skiff Masculino, com o atleta Lucas Verthein. Ele conquistou a vaga na Regata Continental de Qualificação, realizada no Rio de Janeiro no início de março e com transmissão ao vivo do Canal Olímpica do Brasil. Naquela ocasião, apenas um barco por país poderia se classificar. Em Lucerna, não há limite de barcos, todos podem se classificar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário