Sha'Carri Richardson faz a sexta melhor marca da história nos 100m rasos - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Sha'Carri Richardson faz a sexta melhor marca da história nos 100m rasos

Compartilhe


A recordista mundial sub-20 mundial sub-20 Sha’Carri Richardson, chamou atenção no Miramar Invitational, na Flórida, no sábado (10/04), ao fazer a expressiva marca de 10.72 para vencer os 100m
no Meeting serie Prata do World Athletics Continetal tour.

A jovem de 21 anos que já havia vencido sua bateria, não teve um início particularmente forte na final, mas assim que entrou em seu ritmo, foi abrindo das concorrentes. Ela marcou 10,72, terminando cerca de quatro metros de distância da campeão Mundial Indoor 60m Javianne Oliver (11.07).

“Meu treinador ficará orgulhoso, mas dirá que trabalho a fazer, e eu concordo” disse Richardson. “Minha temporada vai ser inacreditável”.

Richardson agora passa para o sexto lugar no ranking de todos os tempo. Seu 10.72 é o tempo mais rápido já registrado por alguém tão jovem.

Em um dia relativamente com bastante vento, algumas medidas indicando um vento acima do limite para validação das marcas, não minimizou marcas dominantes de Kendra Harrison e Kenny Bednarek.

Harrison, campeã mundial indoor, acelerou para uma vitória que foi turbinada pelo vento com 12.38 (2,7 m/s)nos 100 m com barreiras. No início do dia, Harrison registrou 12,54 (2,0 m/s) marca validada para vencer a bateria.

Kenne Bednarek que representou os Estados Unidos no Mundial de Doha 2019, venceu os 200m com 19,65 sendo ajudado pelo vento de 4,0m/s seguido de Emanuel Matadi da Libéria com 20,20

A barreirista Shamir Little continuou a mostrar sua boa fase vencendo os 400m com em 49.91

A medalhista de prata no mundial de 2015, registrou 50.57 nos 400m dentro de sua casa e abriu a temporada ao ar livre no mês passado com 50.19

Little agora se torna a segunda mulher na história a quebrar 53 segundos para 400m com barreira (seu PB 52.75) e 50 segundos para 400m rasos.

O campeão mundial Grant Holloway, fazendo sua primeira aparição competitiva desde que quebrou o recorde mundial de 60m com barreira em fevereiro, iniciou sua campanha de 2021 no indoor.

Lutando contra o vento de 2,2 m/s que muitas vezes é prejudicial para muitos velocistas, Holloway abriu vantagem no meio do caminho e continuou a se afastar dos concorrentes vencendo com 13.04.

“É a abertura da temporada, então estou em êxtase” disse Holloway. “É provavelmente uma das minhas mais rápidas aberturas de todos os tempos. Eu só tenho que continuar em um alto nível, então os tempos vão melhorar”

 
Os 200m femininos foi uma das provas mais competitivas do dia. Jenna Prandini venceu em 22,29 (2,3 m / s) com ajuda do vento e terminou à frente da medalhista mundial de prata Brittany Brown (22,39), com a campeã mundial Sub-20 Candace Hill conquistando o terceiro lugar em 22 , 43, logo à frente da bicampeã olímpica Elaine Thompson -Herah (22,44).

Em outra prova, Kyree King venceu os 100m masculinos em 9,97 e o adolescente Justin Robinson venceu os 400m masculinos em 45,23. A medalha de bronze mundial Ajee Wilson deu um chute na hora certa para vencer os 800m femininos em 2h57.

O medalhista mundial de prata Danniel Thomas-Dodd fez o arremesso feminino com 19,17 m de Maggie Ewen (18,69 m). O campeão mundial Tajay Gayle venceu o salto em distância masculino com 8,27 m (1,5 m / s), com Holland Martin, das Bahamas, ficando em segundo lugar com 8,15 m (2,4 m / s) ajuda do vento.

Foto: Divulgação/World Athletics

Nenhum comentário:

Postar um comentário