Lutadora que competiu no Pan de Lima é encontrada morta e família suspeita de feminicídio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Lutadora que competiu no Pan de Lima é encontrada morta e família suspeita de feminicídio

Compartilhe


Em meio à pandemia de coronavírus no Peru, um caso de assassinato chama a atenção do país meses após a realização dos Jogos Pan-americanos. A lutadora Jannete Mallqui foi encontrada morta em um apartamento na capital peruana na sexta-feira (15). Ela representou os donos da casa no evento multi-esportivo na categoria até 62kg do wrestling, e perdeu nas quartas de final. Na mesma categoria, a brasileira Laís Nunes foi bronze.

Jannete é irmã mais nova de Thalía Mallqui, medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima. A família da lutadora diz que se trata de um feminicídio, uma vez que receberam uma ligação de um homem não identificado que os informou sobre a morte. A irmã Thalía reconheceu o suspeito como sendo Paolo Barboza, namorado de Jannete, acusando-o de autor do crime. Ele está foragido.

Segundo a imprensa peruana, Jannete foi encontrada morta dentro do quarto do terceiro andar de um albergue, localizado na avenida Insurgentes, no bairro de Callao. Ela teria entrado no local, que não tem permissão para funcionar durante a quarentena, juntamente com o homem que é o principal suspeito do suposto feminicídio.

Segundo testemunhas, o homem saiu sozinho do albergue à noite com um celular na mão e não voltou. Legistas informaram que o corpo da atleta estava com marcas de golpes no rosto. Campeã nacional de luta, Jannete tinha 30 anos.

foto: IDP 

Nenhum comentário:

Postar um comentário