World Athletics cria novo circuito mundial para a modalidade - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

World Athletics cria novo circuito mundial para a modalidade

Compartilhe

A temporada 2020 do atletismo promete ser agitada. Isso porque, além das 14 etapas da Liga Diamante, a mais importante do planeta, a World Atlhetics (IAAF) aprovou a realização de um novo circuito de competições: o Continental Tour, que terá 10 provas e distribuirá US$ 2 milhões em prêmios.

O circuito será dividido em três níveis - ouro, prata e bronze -, cujo status será determinado pela qualidade da competição e pelo prêmio em dinheiro oferecido. A série começa em 10 de maio em Tóquio, no mesmo estádio em que será disputado o torneio de atletismo nos Jogos Olímpicos 2020. Todas as competições servirão para os atletas marcarem pontos no novo Ranking da entidade.

"Estamos iniciando nossa campanha para criar mais meetings de um dia de qualidade em todo o mundo com o novo Continental Tour, que dará aos atletas mais oportunidades de competir em todas as disciplinas, ganhar prêmios em dinheiro e pontos no Ranking Mundial", disse o presidente da World Athletics, Sebastian Coe.

Abaixo seguem as datas:
10 de maio - Tóquio (JPN)
13 de maio - Nanjing (CHN)
22 de maio - Ostrava (CZE)
1 de junho - Hengelo (NED)
9 de junho - Turku (FIN)
13 de junho - Kingston (JAM)
7 de julho - Szekesfehervar (HUN)
6 de setembro - Silesia (POL)
15 de setembro - Zagreb (CRO)

*10º evento ainda será confirmado

A entidade ainda anunciou Belgrado, na Sérvia, como sede do Mundial Indoor de Atletismo de 2022. Já o Mundial em estádio aberto será disputado de 19 a 27 de agosto de 2023, em Budapeste, na Hungria. A cidade chinesa de Yangzhou, por sua vez, foi confirmada como sede do Campeonato Mundial de Meia Maratona de 2022.

Antes disso, em 2020, está marcado o Campeonato Mundial Indoor para Nanjing, na China, em março. O Mundial em estádio aberto será em Eugene, nos Estados Unidos, em 2021.

Como parte das amplas reformas adotadas pelo Congresso da IAAF no final de 2016, foram definidas metas mínimas de gênero à sua constituição para estabelecer paridade em todos os níveis na governança do esporte. A atleta colombiana radicada no Chile Ximena Restrepo foi eleita vice-presidente da entidade. Pelo novo estatuto, a participação feminina deve aumentar na próxima eleição.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário