Japão define sua equipe de patinação de velocidade para os Jogos de PyeongChang 2018 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Japão define sua equipe de patinação de velocidade para os Jogos de PyeongChang 2018

Compartilhe
Nao Kodaira e Miho Takagi estão entre os 16 patinadores nomeados para a equipe olímpica de inverno pela Federação Japonesa de Patinação, após as últimas competições de qualificação do Japão. Ambas são as grandes estrelas do time japones.

Kodaira, de 31 anos, campeã da Copa do Mundo da modalidade nos 500 e 1.000 metros, estará buscando o ouro nessas provas nos Jogos Pyeongchang em fevereiro. Takagi, 23, vai correr nos 1.000, 1.500 e 3.000. Ela vai se juntar a sua irmã mais velha, Nana, na busca da medalha na equipe feminina de perseguição.

"Eu quero o ouro na perseguição por equipe, e fazer o meu melhor nos eventos individuais", disse Miho Takagi. "Eu finalmente consegui um lugar nas Olimpíadas. Houve uma frustração depois de ter sido deixada de fora da equipe para Sochi", completou.

Kodaira é uma veterana olímpica, mas deu um grande salto em sua carreira na temporada passada, quando dominou os 500 metros na Copa do Mundo, além dos 1000 metros na temporada atual. "Este é o meu terceiro Jogos Olímpicos, e consegui transformar todo trabalho duro nesses resultados ", disse ela. "Eu quero fazer o meu melhor agora para poder mostrar um sorriso no final", completou.

Elas serão acompanhadas por Arisa Go, Erina Kamiya, Ayaka Kikuchi, Misaki Oshigiri e Ayano Sato no time feminino. Na equipe masculina, o medalhista olímpico de bronze Joji Kato será olímpico pela quarta vez, dividindo a equipe japonesa com sete outros patinadores: Tsubasa Hasegawa, Shane Williamson, Daichi Yamanaka, Takuro Oda, Shota Nakamura, Ryosuke Tsuchiya e Seitaro Ichinohe.

O Japão ganhou 15 medalhas olímpicas de patinação de velocidade - um ouro, cinco pratas e nove de bronze - , a última em Vancouver 2010, com a prata na perseguição por equipes feminina, liderada por Kodaira (no centro da foto).



Fonte: Kyodo News



Nenhum comentário:

Postar um comentário