Brasil tem participação fraca em Copas do Mundo de Esgrima mas ganha título no juvenil


O Brasil teve um fim-de-semana discreto nas competições da Copa do Mundo de Esgrima, ficando cada vez mais longe das vagas por equipes para as Olimpíadas de Tóquio. A Copa do Mundo de Tóquio de Florete masculino serviu também como Evento-Teste para a modalidade nos Jogos Olímpicos de 2020, tendo lugar na Makuhari Messe, em Chiba, no ginásio que vai receber os atletas olímpicos.

Na disputa por equipes, o Brasil perdeu por 45-34 para a Austrália ainda na primeira rodada. Por sorte, o Canadá também foi eliminado pela Espanha por 45-37 e o Brasil segue em 16º lugar no ranking, 5 pontos atrás do Canadá que está com a vaga continental provisória. Já contando com os descartes das próximas provas, o Brasil precisa fazer 15 pontos a mais que o Canadá nas duas próximas Copas do Mundo, em Paris (entre 10 e 12 de janeiro) e Cairo (entre 21 e 23 de fevereiro). 

Na competição individual, outro dia ruim para os brasileiros: Guilherme Toldo ficou em 69º, Heitor Shimbo em 153º, Henrique Marques em 188º e Pedro Marostega em 197º. Toldo venceu Martino Minuto (TUR) mas perdeu para Toshiya Saito na fase preliminar de 64 enquanto Shimbo perdeu para o russo Grigoriy Semenyuk por 15-8. Os outros brasileiros não passaram da poule. Ainda assim, a vaga de Toldo nas Olimpíadas parece assegurada, podendo garantir já em Paris.

Race Imboden foi surpreendido pelo francês Maxime Pauty por 15/12 nas oitavas, enquanto o campeão mundial, Enzo Lefort (FRA) perdeu para o russo Alexey Cheremisinov nas quartas. Pauty alcançou a final mas perdeu para o italiano Alessio Foconi (ITA), número 1 do mundo, na final, por 15-5. A França venceu os EUA por 45/39 na final, e o bronze ficou com a Itália.

Já na Copa do Mundo de Florete Feminino em Ana Beatriz Bulcão ficou em 107º e Gabriela Cecchini em 141º. Em uma final italiana, Alice Volpi venceu Martina Batini por 15/10. As medalhas de bronze foram para Inna Deriglazova (RUS), campeã mundial e líder do ranking, e Lee Kiefer (USA). Na disputa por equipes, a Rússia ficou com ouro, Itália prata e Japão bronze. O Brasil foi eliminado pelo Egito na primeira rodada por 45/41.

Salt Lake City recebeu as competições de sabre feminino neste fim-de-semana. A França venceu a Hungria na final no torneio de equipes e a medalha de bronze ficou com os EUA. A ucraniana Olga Kharlan sagrou-se campeã do torneio ao vencer a chinesa Qian Jiarui. Manon Brunet (FRA) e Seo Jiyeon (KOR) foram as medalhistas de bronze.


Vitória brasileira no juvenil

A brasileira Victoria Vizeu, de apenas 15 anos, venceu a Copa do Mundo de Espada juvenil em San Jose (CRC) no dia 7 de dezembro. Com o resultado, ela ocupa atualmente a sétima colocação no ranking juvenil da modalidade e é a única abaixo de 17 anos no top10. 

Foto: Augusto Bizzi / FIE

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes