Presidente da Federação Internacional de Esqui deixa cargo após 22 anos


O presidente da Federação Internacional de Esqui (FIS), Gian Franco Kasper, confirmou que deixará seu cargo no Congresso Internacional de Esquis, na Tailândia no próximo ano. O suíço foi nomeado secretário geral da federação em 1975, sendo eleito presidente 1998. Kasper deixará o posto no 52º congresso da FIS, onde será escolhido seu substituto.

Sob comando de Gian Franco, os eventos de esqui e snowboard cresceram, tanto em mundiais como em Olimpíadas, de 33 disputas valendo medalhas para 55. Esse desenvolvimento se reflete no número de associações nacionais, que passaram de 100 para 133 membros. Entretanto, nem só de resultados positivos foi marcado o período de liderança do suíço.

Um dos principais contras ao longo dessa carreira foram as declarações controversas do passado e sua posição polêmica sobre questões ambientais, dizendo preferir sedes governadas por ditadores à ambientalistas. Outra fala que gerou polêmica foi a comparação do veto à participação russa nos Jogos Olímpicos à perseguição nazista aos judeus. O suíço foi obrigado a pedir desculpas depois dessa declaração.

A atuação Gian Franco Kasper não se restringiu a FIS e nem as declarações controversas. O suíço de 75 anos também foi presidente da Associação das Federações Olímpicas Internacionais de Esportes de Inverno (AWOF) de 2000 a 2002 e 2014, sendo eleito até 2022, participando como membro também do Conselho do SportAccord (ex-GAISF).

Foto: Leonhard Foeger/Reuters

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes