Mesa-tenistas brasileiros medalhistas no Mundial para Atletas com Parkinson visitam a sede da CBTM


A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) recebeu, na terça-feira (26), a visita, em sua sede, no Rio de Janeiro (RJ), de dois atletas que participaram do Mundial para Atletas com Parkinson, em Pleasantville, nos Estados Unidos, no último mês de outubro. Edmur Mesquita e Robert Morand foram recebidos pelo presidente da entidade, Alaor Azevedo, e pelo gerente técnico, Edimilson Pinheiro.

Na reunião, foram abordados diversos pontos relativos ao esporte para pessoas que sofrem do Mal, como a possibilidade da criação de uma unidade na CBTM dedicada aos atletas com Parkinson, a elaboração de um projeto de lei para instituir o mês de abril para a conscientização da causa e a revisão da Legislação dos portadores da doença.

Mesquita foi deputado estadual por São Paulo e vereador em Santos (SP), sendo atualmente atleta do Saldanha da Gama. Ele foi diagnosticado com o Mal há seis anos. Ex-fumante, sofreu dois infartos, mas conseguiu superar a maioria dos problemas de saúde. Encontrou no esporte um aliado contra a doença, inspirado nos jogos de Hugo Calderano.

Já Morand é engenheiro mecânico e começou a jogar tênis de mesa em 2008, durante o intervalo de um curso que fez na Inglaterra. Cinco anos depois, foi diagnosticado com a doença. Atualmente, é atleta da Hebraica, no Rio de Janeiro.

Os brasileiros conquistaram três medalhas no Mundial: Edmur Mesquita foi vice-campeão da classe 3, Roberto Morand foi bronze na classe 2, e os dois ficaram com o bronze na disputa de duplas.

Foto: CBTM

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes