Mundial de Canoagem Slalom 2019 - Dia 3


Estava tudo indo muito bem para Ana Sátila na disputa pela final do K1 Feminino no Mundial de Canoagem Slalom em La Seu d’Urgell na Espanha, a canoísta estava completando o percurso com uma descida limpa sem nenhum toque até chegar na baliza 24, o penúltimo obstáculo da prova onde a brasileira não cruzou corretamente e levou a penalidade máxima, o que acresceu 50 segundos ao seu tempo normal e fechou com 145.78s o que a deixou na nova posição.

Quem levou a medalha de ouro foi a eslovena Eva Tercelj que fez o tempo de 94.27 segundos já a prata ficou com a australiana Jessica Fox (94.69s) e o bronze com Luuka Jones da Nova Zelândia.

No final da madrugada deste sábado (28), Sátila havia disputado a semifinal e fez uma descida limpa, sem penalidades e completou o percurso em 96.88 segundos, ficou 0.49s de diferença do melhor barco na prova o que a deixou com o quarto melhor tempo na disputa. Suas atenções agora irão para a canoa, no domingo (29) ela compete pela semifinal da categoria e se passar vai também brigar por medalhas.

Na prova do C1 masculino, a vitória foi para Cedric Joly (FRA), com 90.84s, seguido por Ander Elosegi (ESP) com 91.35s e Luca Bozic (SLO), que teve o tempo de 91.92s.

No K1 o Brasil briga para ir na final e por vaga para Tóquio neste domingo (29)
Com Guilherme Rodrigues e Pedro Gonçalves na semifinal do K1 Masculino, o Brasil busca mais uma vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Ao todo 30 canoístas estarão na prova, eles representam 22 nações. Foram disponibilizadas no Mundial vagas para os 18 melhores países, basta uma boa colocação com Pepe ou Guilherme para que o País garanta mais um barco olímpico no Japão.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes