As mulheres mais bem pagas no esporte


Com o crescimento das transmissões e contratos de esportes femininos, há uma grande controvérsia sobre os pagamentos que as atletas recebem, já que é clara a disparidade de salários e ganhos se comparadas aos homens. Isso acontece principalmente devido ao tempo em que homens e mulheres praticam esportes, e sua popularidade e visibilidade. Por muitos anos alguns esportes eram de prática exclusiva de homens, como o futebol, por exemplo.

Felizmente o cenário esportivo tem mudado e cada vez mais mulheres conquistam títulos e se destacam em grandes competições como os Jogos Olímpicos de verão e inverno, Copa do Mundo, entre outros. Esportes como o basquete, tênis e futebol também tem dado cada vez mais espaço para mulheres, que alcançaram posições de destaque e, consequentemente, bons salários. Veja a seguir algumas das mulheres mais bem pagas no esporte. 

Serena Williams 

Pelo quarto ano consecutivo, a tenista americana e a atual ouro olímpica (das Olimpíadas Rio 2016) é a atleta mais bem paga do mundo, além de ser considerada uma das maiores atletas de todos os tempos. Entre junho de 2018 e 2019, seus ganhos total chegaram a US$ 29,2 milhões, sendo 25 milhões de dólares apenas em patrocínios. 

Naomi Osaka 

A segunda atleta mais bem paga da atualidade, é a tenista Naomi Osaka. No último ano, Osaka recebeu US$ 24,3 milhões, além de fechar um acordo de patrocínio milionário com a Nike

Angelique Kerber 

Também na lista das melhores tenistas da atualidade (a medalhista de prata das Olimpíadas do Rio 2016), a atleta alemã Angelique Kerber acumulou no último ano US$ 11,8 milhões entre prêmios de competições e patrocínios com grandes marcas como Adidas e Porsche. 

Simona Halep 

A tenista romena recebeu em 2018 o maior prêmio em dinheiro no esporte, cerca de US$ 33 milhões. No último ano acumulou US$ 10,2 milhões em ganhos de competições e patrocínios como Nike e Mercedes-Benz. 

Sloane Stephens 

Mais uma figura conhecida nas quadras de tênis ao redor do mundo, a atleta norte-americana terminou o ano de 2018 em sexto lugar no ranking geral. Acumulou um valor de US$ 9,6 milhões, além de patrocínio com a Nike. 

Alex Morgan 

Uma das jogadoras mais famosas do futebol norte-americano, Alex acumulou ganhos de US$ 5,8 milhões, além de patrocínios com grandes marcas como Coca-Cola e Volkswagen. A atleta ainda promete um retorno para a Copa do Mundo de 2023, o que garante ainda mais possibilidades para a jogadora. 


Estas são apenas algumas das atletas que conquistaram espaço e credibilidade no mundo dos esportes, além de merecidos ganhos no último ano. Os valores são altos, considerando a lista como um todo, porém ainda não se comparam aos números das mesmas categorias masculinas. É conhecido que os homens ainda ganham muito mais do que as atletas mulheres. 

No entanto, o cenário tem mudado a cada dia, trazendo cada vez mais oportunidades, visibilidade para as mulheres, tanto com os patrocinadores, quanto com clubes e times. Espera-se que cada vez mais jovens atletas possam ser inseridas no esporte com salários justos e compatíveis com seus talentos. Juntando a isso, confirma-se que o cenário em que as mulheres que são também atletas Olímpicas acabam tendo um vencimento maior e também mais contratos o que lhes confere mais lucros. O mesmo já não acontece com os homens em que pugilistas, atletas da NBA, golfistas e futebolistas estão no topo mesmo que nem sempre vão às Olimpíadas.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes