FIVB questiona seleção Argentina de Vôlei masculino por gesto insensível e racista após classificação para Tóquio 2020


A Federação Internacional de Vôlei (FIVB) questionou a Federação Argentina de Vôlei após alguns jogadores da seleção masculina "puxarem os olhos" após a classificação da equipe para os Jogos Olímpicos de 2020, que serão em Tóquio.

O gesto, que é considerado insensível e racista na Ásia, causou inclusive a suspensão por 5 jogos de um jogador de beisebol dos EUA por fazê-lo, acompanhado de um insulto, contra um jogador japonês, em 2017.

Após tomar conhecimento do fato, A FIVB publicou uma declaração em que dizia: "Na última semana, a federação deixou claro que esse tipo de ações por parte de jogadores e membros de federações nacionais é inaceitável."

A FIVB busca com urgência uma explicação da FEVA (Federação de Vôlei da Argentina) sobre o assunto.

Um dos jogadores que cometeu tal gesto, Facundo Conte, sofreu inúmeras criticas - incluindo chamado racista - no seu Instagram postou no stories de sua conta um pedido de desculpas pelo ato, dizendo que: "A ideia foi a de que nos tornamos japoneses por que vamos para os Jogos Olímpicos, em Tóquio."



"Não tem nada a ver com desrespeitar a China e o Japão. Agora nós sabemos que não foi uma boa ídeia e me arrependo de fazê-los sentir desse jeito."

A Argentina se classificou para os Jogos após vencer o seu grupo no Pré-Olímpico Mundial, que ainda tinha China, Canadá e Finlândia, tendo ganhado os 3 jogos.

Foto: Instagram/Reprodução

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes