Comitê Olímpico Brasileiro anuncia o retorno do Programa Vivência Olímpica

Thiago Braz foi revelado pelo programa Vivência Olímpica. Ele conquistou a medalha de ouro nos Jogos do Rio e bronze em Tóquio. (Foto: Thiago Braz/Instagram)

 

Após ser cancelado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o Comitê Olímpico Brasileiro anunciou em comitiva no dia 26 de julho, o retorno do Programa Vivência Olímpica. Responsável por revelar atletas como Thiago Braz, Isaquias Queiroz, Rebeca Andrade, Martine Grael, Beatriz Ferreira, Felipe Wu e Hugo Calderano, o COB levará 20 atletas de até 23 para Paris. 


O programa Vivência Olímpica foi lançado para as Olimpíadas de Londres em 2012 com 16 atletas e segui para os Jogos do Rio com 20 atletas em 2016. A edição de Tóquio foi cancelada devido a pandemia da Covid-19. O objetivo do mesmo é que os jovens atletas conheçam e vivenciam o ambiente olímpico, diminuindo o medo e a ansiedade nas próximas edições. 


A seleção será feita baseada nos resultados nas categorias de base e, em alguns casos, no profissional. Junto as confederações, o COB identificará possíveis talentos com potencial de evolução até os Jogos Olímpicos Los Angeles 2028 e Brisbane 2032. O diretor-geral do COB, Rogério Sampaio, contou sobre os objetivos: "Estamos pensando em todos os detalhes, olhando para Paris 2024, mas ao mesmo tempo também para Los Angeles 2028. Queremos que a atual geração abra as portas para as futuras."


Outro programa com retorno anunciado é o de embaixadores. Dez atletas olímpicos que fizeram história serão levados para Paris para inspirarem atletas, além de padrinhos que engajarão a torcida brasileira ao longo do ciclo olímpico. 

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top