Seleção masculina de handebol realiza treino no Yoyogi National Stadium - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Seleção masculina de handebol realiza treino no Yoyogi National Stadium

Compartilhe

A seleção masculina de handebol teve nesta quarta-feira, 21 de julho, uma boa prova do que serão as partidas em Tóquio 2020. A equipe realizou o primeiro treino no lindo Yoyogi National Stadium, que já está todo pronto, com o visual de Tóquio 2020. Além da ação na quadra propriamente dita, os jogadores também testaram a área de aquecimento e os protocolos de entrada.

“É sensacional treinar numa arena como essa. A gente estava comentando que achamos que nunca vimos uma arena desse tipo. Agora é Jogos Olímpicos, o ambiente é outro, a gente está supermotivados e felizes e esperamos fazer um ótimo papel aqui em Tóquio”, disse o lateral Haniel Langaro.

“Deu para pegar um pouquinho de como é a quadra e ter esse tipo de informação é importante para a competição. Nós estávamos treinando em Portugal, depois fomos para Ota (base do Time Brasil), e querendo ou não, o tamanho do ginásio interfere um pouco. Para nós, foi importante ter esse reconhecimento de quadra”, explicou.

A arena desenhada pelo arquiteto Kenzo Tange começou a ser construída em fevereiro de 1963 e foi inaugurada em outubro do ano seguinte. A arena é famosa por seu design de teto suspenso e teria capacidade para receber cerca de 10 mil espectadores.

“É uma mistura de felicidade de estar jogando numa quadra tão preparada, tão estruturada, digna de uma Olimpíada, mas um pouco de tristeza de ver essa arquibancada toda aqui vazia. Mas já estamos acostumados com isso, faz mais de um ano que estamos jogando sem público”, disse o técnico da seleção, Marcus Tatá.

A equipe conta com os pontas Guilherme Torriani, Felipe Borges, Rudolph Hackbarth e Fábio Chiuffa; os laterais Thiago Ponciano, Leonardo Dutra, Thiago Petrus, Haniel Langaro, Gustavo Rodrigues e José Guilherme Toledo; o central João Pedro da Silva; os pivôs Rogério Moraes e Vinícius Teixeira e com os goleiros Rangel da Rosa e Leonardo Terçario. 

O treinador explicou a importância dessa atividade faltando três dias para a estreia do Brasil contra a Noruega no dia 24 de julho, às 9h, no horário do Japão, dia 23, às 21h, no horário de Brasília.

“Nós demos sequência nos treinamentos que realizamos em Portugal e depois em Ota, fizemos um minicoletivo de dois tempos de 10 minutos pra simular um jogo dentro da arena de jogo. Isso é muito importante”, disse Tatá.

Além da Noruega, a seleção enfrenta ainda França, Espanha e Argentina e termina a participação na fase de grupos contra a Alemanha no dia 1º de agosto. As disputas por medalhas são no dia 07/08. A melhor campanha da equipe masculina em Jogos foi na Rio 2016 quando a seleção caiu nas quartas de final para os franceses e terminou a competição em sétimo.

“É um momento importante para todos nós, mas principalmente pros atletas. É hora deles concentrarem para as partidas, saber da importância que de jogar bem a Olimpíada, atingir os objetivos e mostrar o porquê de estarem numa edição de Jogos Olímpicos”, concluiu o treinador.

Foto: Gaspar Nobrega/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário